CIÊNCIA

5 provas de que a Terra não é redonda, segundo os terraplanistas

Bea
Author
Bea

Você já ouviu falar nos terraplanistas? Trata-se de um grupo de pessoas que acredita que a Terra não é redonda. Sim, você leu certo! Eles acreditam que a ciência vem nos enganando há centenas de anos e que, na verdade, nosso planeta é plano como uma folha de sulfite. 

E tem mais, a Nasa, a agência espacial americana, não passaria de uma agência de efeitos especiais, sendo parte de um grande acordo feito entre os poderosos do mundo para enganar toda a população. Todas aquelas fotos da Terra vista do espaço? Falsas!

De todas as teorias da conspiração soltas pela internet, essa com certeza é a minha favorita. Eles estão espalhados por todas as redes sociais, basta uma busca simples no Google e você vai encontrar grupos com milhares de participantes no Facebook e muitos vídeos no Youtube que tentam provar a teoria. 

5 provas de que a Terra não é redonda, segundo os terraplanistas

Segundo eles, a Terra, na verdade, é um grande disco, cercada por um redoma, chamada de firmamento (já leu isso em algum lugar? Isso mesmo, na Bíblia!). Nas bordas, onde o sol não conseguiria chegar com muita força, ficam as geleiras da Antártida e a água dos oceanos fica se equilibrando ali entre os continentes.

Agora que você tem uma ideia da teoria, vamos às provas:

Prova número 1:  A Terra, além de não ser plana, também não se move. O sol, a lua e as estrelas é que se movem ao redor da Terra. Pobre, Galileu! 

Prova número 2:  A linha do horizonte é sempre reta, não importa a altura do observador e isso é a prova definitiva de que a Terra é plana. Veja no vídeo:

Prova número 3: A enorme extensão de gelo conhecida como Antártida delimita as bordas da Terra (plana, claro). Não é permitido que civis percorram os quilômetros de gelo justamente para que ninguém descubra que é ali que o planeta acaba.

Prova número 4:  A sol reflete na redoma que "tampa" a Terra. Veja:

Prova número 5: A gravidade não existe. O que faz as pessoas não saírem flutuando por aí é a densidade, veja: