MÚSICA

Culture II, novo disco do Migos, deixa a desejar se comparado ao Culture

Autor
Culture II, novo disco do Migos, deixa a desejar se comparado ao Culture

(Imagem: Reprodução)

Culture foi um marco da música pop em 2017. O segundo disco de estúdio do Migos figurou em grande parte das listas de melhores do ano passado e trouxe ao mundo pérolas que vão ficar pra sempre, como "Bad and Boujee" e "T-Shirt".

O sucesso foi tanto que agora, exatamente um ano depois, o Migos lança Culture II, disco novo que pode ser considerado uma espécia de continuação do primeiro. Algumas músicas já haviam sido lançadas há algum tempo, como "Stir Fry" e "MotorSport", com as participações de Cardi B e Nicki Minaj.

Culture II, no entanto, deixa a desejar se comparado ao seu antecessor. Apesar de trazer bons momentos, como a já citada e ótima "Stir Fry" e "BBO (Bad Bitches Only", com produção de Kanye West e participação do 21 Savage, o disco é uma verdadeira maratona de 1 hora e 45 minutos, com 24 faixas. Levando em consideração apenas esse número, já é fácil ver como Culture, o primeiro, era um álbum muito mais enxuto e redondo (com apenas 13 músicas).

A impressão é que Culture II é apenas uma dessas continuações feitas apenas para ganhar dinheiro, como um Transformers 2. Mesmo assim o Migos continua sendo uma das coisas mais interessantes no rap ultimamente. Quavo, Offset e Takeoff possuem uma magia que nos faz acreditar que eles estão dentro da cabeça um do outro. Cada um com seu estilo bem distinto de cantar, no entanto, nunca parece que são músicas diferentes coladas em uma só. Há uma harmonia impressionante que mostra o verdadeiro sentido da palavra "grupo".

Resta aguardar que todas essas qualidades voltem a aparecer na nova empreitada do Migos e que algo com pretensões de redefinir os rumos da música pop, como Culture, esteja novamente a caminho.