MÚSICA

Dua Lipa merece ser considerada a grande revelação de 2017?

Yazar
Dua Lipa merece ser considerada a grande revelação de 2017?

(Divulgação)

Há algumas semanas, "New Rules" está entre as músicas mais tocadas no Spotify Brasil (atualmente ocupa a terceira posição do ranking geral, na frente de hits como "Fazer Falta", de MC Livinho, "Corpo Sensual", de Pablo Vittar e "Ar Condicionado No 15", de Wesley Safadão). Dua Lipa, a artista responsável pelo sucesso, é uma cantora inglesa de 22 anos, que começou aos 14 postando covers de Christina Aguilera e Nelly Furtado em seu canal no YouTube.

Talvez você já tenha até escutado a música, mas não saiba o seu nome:

"New Rules" virou meme por causa das tais "regras" da música. É só fazer uma busca por "Dua Lip" e "regras" no Twitter e você verá uma infinidade de resultados. Basicamente a letra diz para "não atender o telefone, não deixar ele entrar e não ser amiga dele".

O nome da cantora também faz bastante sucesso entre os brasileiros piadistas.

Mas a música da cantora é boa para ir além dos memes?

O primeiro disco, intitulado simplesmente Dua Lipa, saiu este ano, com músicas que já tinham sido singles, como "Hotter Than Hell" e "Blow Your Mind (Mwah)". A parceria com Miguel, "Lost In Your Light", é um momento particularmente iluminado da música pop em 2017:

Fato é que o disco de estreia já colocou a cantora ao lado das grandes estrelas pop da música e que ela não vai ficar restrita apenas ao sucesso europeu. Em um mundo com cada vez menos espaço para grandes hits ficarem restritos a sucessos regionais (Anitta está aí para provar isso), Dua Lipa acerta ao fazer parceria com Miguel, Sean Paul e abrir os shows de Bruno Mars.

Atualmente ela está abrindo os shows do Coldplay no Brasil e também fazendo apresentações solo, o que a consolida como um nome de peso por aqui também. Em um ano onde os grandes destaques foram artistas já consolidados, Dua Lipa apareceu como uma novidade empolgante.