música
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
música
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
música
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Temos 5 bons motivos para você se animar com o line-up do Lollapalooza

Ciro Hamen
há 20 dias3.7k visualizações
Temos 5 bons motivos para você se animar com o line-up do Lollapalooza
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

É sempre a mesma coisa. O line-up do Lollapalooza é anunciado e a internet fica em polvorosa discutindo sobre como está maravilhosa ou sobre como está um lixo a escalação do festival. A verdade é que o "Lolla" sempre tem um time diferenciado de bandas e sempre podemos ver artistas que às vezes não são tão grandes aqui, mas vivem o seu auge lá fora. Temos pelo menos cinco bons motivos para você se animar:

1 - The Killers

Mais de dez anos depois do lançamento de Hot Fuss, disco que apresentou a banda ao mundo com hits como "Mr. Brightside" e "Somebody Told Me", o The Killers permanece como o grupo mais relevante entre os que apareceram como "salvação do rock" no começo da década passada. O recém-lançado Wonderful Wonderful traz um Killers ainda com sede de grandes riffs e refrões para levantar estádios. Brandon Flowers, aos 36 anos, prova que está no seu auge como frontman e essa apresentação da banda no Lollapalooza de Chicago é a prova disso:

2 - David Byrne

Mais uma vez o Brasil terá a chance de ver de perto um dos maiores gênios da música. O escocês, que foi um dos responsáveis pela redescoberta de artistas brasileiros, como Tom Zé e Mutantes, nos anos 90, será uma das atrações do Lollapalooza de 2018. Byrne, que será para sempre conhecido como o homem à frente dos Talking Heads, uma das bandas mais importantes dos anos 70 e 80, está aí para provar que com 65 anos de vida e mais de 40 de carreira continua inventivo.

3 - Chance the Rapper

Chance the Rapper caminha para ser o rapper mais importante desta década. Se não o mais importante, pelo menos o mais criativo, com certeza. O seu disco do ano passado, Coloring Book, foi um dos mais aclamados pela crítica. Alavancado por hits como "Angels" e "No Problem", o álbum conta com participações de Kanye West, Justin Bieber, 2 Chainz e Lil Wayne. Sem dúvida promete ser um dos maiores shows do Lollapalooza 2018. Essa apresentação de Chance no programa de Ellen DeGeneres mostra como ele tem carisma e uma energia única ao vivo:

4 - Lana del Rey

Sempre acusada injustamente de fazer um som "chato", Lana del Rey segue lançando discos cada vez melhores e que pouco a pouco a estão transformando no "Morrissey desta geração". Lust for Life, deste ano, já tem críticas muito positivas. Puxado pelos hits "White Mustang", "Love" e "Lust for Life", o disco mostra que Lana está amadurecendo como artistas e o show no Lollapalooza deve ser um dos mais esperados por este motivo.

5 - Red Hot Chili Peppers

O Red Hot Chili Peppers está sempre no Brasil, porém nunca é demais ver mais um show dos caras. Estiveram por aqui no Rock in Rio de 2017, no qual fizeram um grande show, provando que ainda têm folego de sobra. Anthony Kiedis continua cantando direitinho, Flea segue carismático e, mesmo sem John Frusciante (que faz muita falta), a banda segura muito bem ao vivo. Além disso, "Give It Away", "Can´t Stop" e "Californication" seguem tão boas quanto na época em que foram lançadas.

Existe um perfil no Spotify com quase todas as trilhas de novelas da Globo

Ciro Hamen
há 21 dias297 visualizações
Existe um perfil no Spotify com quase todas as trilhas de novelas da Globo
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Grande parte do pop nacional e internacional está grudado no nosso imaginário graças às novelas da Globo. É difícil encontrar um brasileiro que não faça relação de uma música sequer com a época em que alguma obra audiovisual de Aguinaldo Silva, Walcyr Carrasco, Silvio de Abreu ou Glória Perez estava no ar.

Como ouvir "Vem Dançar Com Tudo", a nossa versão de "Danza Kuduro", sem pensar no "oi oi oi" do final de Avenida Brasil? É praticamente impossível, por exemplo, escutar "A Viagem", do Roupa Nova, sem lembrar da novela de 1994 de mesmo nome. O solo de guitarra que embalava as vinhetas na volta dos comerciais estará impresso para sempre na cabeça de quem pelo menos zapeava pela Rede Globo naquela época.

O usuário do Spotify Leonardo Cavalcante fez um belo compilado com quase todas as trilhas sonoras das novelas da Globo do começo da década de 80 pra cá. Sucessos eternos, como Roque Santeiro (1985), com Dominguinhos e Tears for Fears, e tramas atuais, como A Força do Querer (2017), com Anavitória e Ed Sheeran, estão lá.

Existe algo mais 1997 que a trilha sonora de Zazá, que conta com "É Uma Partida de Futebol", do Skank, "Sonho De Uma Noite de Verão", de Milton Guedes, "A Sete e o Alvo", de Paulinho Moska e "Hole in My Soul", do Aerosmith?

Deslizar por essas playlists é fazer uma gostosa viagem no tempo na qual áudio e imagem estão intimamente ligados. A trilha sonora de De Corpo e Alma, que infelizmente ficou marcada pelo assassinato da atriz Daniela Perez, conta com "Rhythm Is A Dancer", do SNAP!, um dos maiores hits dance, que embalava as cenas do "Clube das Mulheres".

Mulheres de Areia, com o inesquecível Tonho da Lua (Marcos Frota) e Ruth e Raquel (Glória Pires), tinha uma trilha mais praiana e ritmos tropicais, com "Sexy Yemanjá", de Pepeu Gomes, e "Sweat (A La La La La Long)", do Inner Circle. O repertório sempre contava com temas dramáticos, que aqui ficava a cargo do Faith no More, com sua versão de "Easy".

Faça você também essa viagem no tempo e nos conte qual era a sua trilha sonora favorita! Agora nos resta aguardar os compilados com os CDs de Malhação.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar