MÚSICA

O que esperamos das próximas edições do Rock in Rio

Ciro Hamen
Author
Ciro Hamen
O que esperamos das próximas edições do Rock in Rio

Acabou mais um Rock in Rio.  O evento, que acontece de dois em dois anos e já tem a sua próxima edição confirmada para 2019, sempre deixa saudade em quem vai ou em quem assiste pela TV. É também hora de fazer um balanço, ficar feliz pelos acertos e aprender com os erros.

No entanto, não é possível prever o futuro, mas o que podemos esperar nas próximas edições?

- Ingressos mais acessíveis

O valor da entrada para o Rock in Rio deste ano era de R$ 455,00 (inteira). Se a gente parar pra fazer as contas do tanto de coisa que dá pra comprar por esse valor teremos um resultado no mínimo surpreendente. Tudo bem, é uma grande festa, um dia inesquecível na sua vida e tudo aquilo que somente um bom festival pode proporcionar. Mas um ingresso com preço mais popular faria bem ao evento.

- Mais mulheres como headliners

O festival contou com grandes presenças femininas, como as de Alicia Keys e Fergie. Teríamos Lady Gaga como headliner do primeiro dia do evento, que não pôde tocar por conta de problemas de saúde. A ausência foi muito sentida, ainda mais se considerarmos o fato de que não tivemos nenhuma mulher fechando alguma noite do Rock in Rio. Rihanna, Katy Perry e Beyoncé têm tamanho e cancha para a missão. A galera gosta de Maroon5, Guns n´Roses e Red Hot Chili Peppers, mas uma variada é sempre bom.

- Anitta (e maior diversidade de artistas)

Anitta roubou a cena, principalmente no primeiro fim de semana de festival, quando foi o nome mais pedido para substituir Lady Gaga, que furou. Mesmo antes do Rock in Rio começar, Roberto Medina já havia afirmado que não teria funk no evento. Não é possível afirmar com todas as letras que o que Anitta faz hoje em dia seja "funk", mas não machucaria ninguém trazer artistas de ritmos diferentes ao evento, que se chama Rock in Rio, mas nunca se tratou de um evento somente de rock.

A verdade é que até os sertanejos se animaram:

- Menos revolta (um Brasil melhor?)

O cenário político do país fez com que boa parte das bandas e artistas brasileiros, como Jota Quest e Capital Inicial, deixassem registrado no palco o seu protesto. Gritos de "Fora Temer" vindos do público eram onipresentes. O Brasil atual está deixando todo mundo assim. Resta esperar um cenário melhor em 2019.

Mas será que temos alguma coisa em 2019?