FUTEBOL

Cenas lamentáveis com torcedores organizados. Até quando?

Daniel Akstein Batista
Author
Daniel Akstein Batista

Algumas coisas infelizmente não mudam. E dois fatos lamentáveis envolvendo a torcida aconteceram neste final de semana.

Até quando veremos a violência nos estádios? Até quando os clubes continuarão com as Organizadas? Até quando a Polícia, o Ministério Público, as Federações de Futebol permitirão que tudo aconteça impunemente?

O primeiro caso absurdo deste domingo veio de Votorantim, a 90 km da capital paulista. Com mais uma derrota (a 3ª em 3 jogos) e a eliminação da Copa Brasil de Futebol Infantil, os garotos do sub-15 do Corinthians começaram desde cedo a conhecer a revolta de alguns torcedores corintianos (cerca de 20), que pressionaram, cobraram os atletas e bloquearam o portão para a saída do grupo, que precisou de escolta policial.

O time perdeu? Paciência. O torcedor não gostou do resultado? Vaia em campo, deixa de aplaudir, diz que faltou raça. Por mais que tenham jogado mal, esses garotos não deveriam nunca passar por tal situação (aliás, nem os adultos profissionais deveriam).

Para continuar nos jovens, o outro fato lamentável aconteceu em Mogi das Cruzes, em um jogo da Copa São Paulo: membros da organizada do São Paulo entraram em conflito com a PM.

Durante o intervalo do jogo entre São Paulo e Rondonópolis, torcedores tentaram entrar no estádio que já estava lotado e agrediram os policiais, que responderam com bombas de gás. Alguns são-paulinos dentro do estádio também tentaram forçar a entrada daqueles que estavam fora e as cenas foram lamentáveis.

Pela TV, pudemos ver também os pequenos torcedores sem saber o que estava acontecendo e chorando, nos colos de seus pais. Infelizmente, alguns poucos conseguem estregar o espetáculo e a festa dos outros.

Até quando veremos essas cenas e passaremos por tais situações? Entra ano, sai ano, tudo se repete. E nenhuma medida mais severa é tomada.