Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

DaniBoy
há um ano23 visualizações

Um dos maiores boxeadores disse adeus ao mundo nesta sexta-feira (3/6). O tricampeão mundial e campeão olímpico Muhammad Ali morreu aos 74 anos em Phoenix, nos Estados Unidos. Ele estava internado desde quinta-feira por causa de problemas respiratórios

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Gênio dentro dos ringues, ele perdeu a luta para a saúde. Nos últimos anos vinha sofrendo com problemas como pneumonia e infecção urinária, e há mais de 3 décadas sofria de mal de Parkison.

Cassius Marcellus Clay Jr no documento, mas Muhammad Ali para o mundo, este boxeador esteve presente em uma das lutas mais famosas de toda a história da modalidade. Foi em outubro de 1974 que ele enfrentou George Foreman no Zaire, no evento chamado ‘Rumble in the Jungle’: Ali venceu por nocaute.

Para homenagear Ali, o jornal inglês ‘The Guardian’ reuniu 25 fotos que mostram um pouco da trajetória do boxeador. Separamos algumas delas neste post. Todas as outras você pode ver aqui:

Nesta foto ele ainda era conhecido como Cassius Clay, e já podemos ver que ele sempre fez sucesso com as mulheres. Sabe quem é que está de smoking branco? O então jovem Steve Wonder.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Esta é uma cena de uma festa depois de Ali vencer Sonny Liston para o título dos pesos pesados. Na foto ele está com Malcon X.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Em 1981, Ali resolveu ajudar a polícia para salvar a vida de um jovem, que queria se jogar do 9º andar de um prédio. Foi persuasivo. 

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Clay tinha 18 anos quando ganhou a medalha de ouro na Olimpíada de 1960.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Ali recuperou o título dos pesos pesados ao nocautear George Foreman na luta 'The Rumble in the Jungle'.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Uma das fotos mais famosas de Ali, em sua vitória contra Sonny Liston em 1965.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Retrato de 2003 com Ali e Frazier, duas lendas do boxe.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

O lutador comemora a vitória sobre Liston em 1964.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Muhammad Ali logo após levar ao chão Cleveland Williams, em Houston, em 1966.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

Era impressionante como Ali conseguia se esquivar dos golpes adversários. Neste combate chamado 'A Luta do Século', no entanto, ele acabou perdendo para Joe Frazier. Mas depois ganhou as duas lutas seguintes do rival.

Memória: Muhammad Ali em 10 fotos fantásticas

#MuhammadAli #boxe #esporte #lenda

Ex-atleta olímpico que levou a tocha não pôde ficar com ela. A razão é bizarra

DaniBoy
há um ano15 visualizações

A expectativa para o começo da Olimpíada só vai aumentando com o passar dos dias, e o revezamento da tocha continua em ritmo forte: está agora no Espírito Santo e nesta quinta-feira (19/5) chega para um tour no Nordeste. Mas nem tudo são flores neste percurso.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Gerson Victalino, ex-atleta de basquete e que atuou na seleção brasileira ao lado de Oscar, Marcel e Guerrinha, por exemplo, reclamou em seu Facebook que não pôde ficar com a tocha olímpica após carregá-la em Belo Horizonte na semana passada, dia 14. E o motivo, segundo ele, foi o mais absurdo: ele não tinha o cartão de crédito da bandeira patrocinadora da Olimpíada.

Ex-atleta olímpico que levou a tocha não pôde ficar com ela. A razão é bizarra

No total, 12 mil pessoas vão carregar a tocha até a data da abertura dos Jogos, em 5 de agosto. Dessas, cerca de 6 mil são convidadas dos patrocinadores. Cada tocha tem um custo de R$ 1985,19. E cabe ao patrocinador (ou o ‘anfitrião’) decidir se vai cobrar esse valor do condutor. No caso de Gerson, que foi convidado pelo COB para carregar a tocha, ele deveria arcar com esse custo caso quisesse ficar com o acessório. Ele quis. Mas não conseguiu pagar. Olha seu desabafo:

INDIGNACAO.

A falta de respeito com quem esteve presente representando nossa bandeira por 3 olimpíadas.Tive orgulho em poder conduzir a tocha olímpica em minha cidade Belo Horizonte, mas fiquei indignado quando tentei ficar com a tocha e simplesmente me foi negada por eu não ter um cartão da bandeira visa. Não pedi de graça pois iria pagar pela mesma, o valor de R$1.985,00.

Os 15 anos de serviços prestados a nação, não tem nenhum valor para aqueles que gereciam nosso desporto.

Tenho a certeza que em qualquer outro lugar do mundo seríamos tratados de outra forma e para completar falo de dezenas de ex-atletas que nem lembrados foram. Isso é um absurdo.

Desde o dia 3 de maio, quando começou o revezamento, vemos esportistas e cidadãos comuns carregando a tocha. Gente simples e endinheirada. E muito profissional da rede Globo. Enquanto isso, muitos atletas que já participaram de uma Olimpíada ficaram de fora.

A pesquisadora Katia Rubio, autora do livro "Atletas Olímpicos Brasileiros", chegou a lançar uma campanha nas redes sociais pedindo a participação de mais esportistas, chamada "Todo Atleta Olímpico Deve Carregar a Tocha". Depois disso, vários atletas se manifestaram reclamando da falta de convite. Diante dessa repercussão, o COB e o Comitê Organizador do Rio 2016 resolveram se mexer e convidaram alguns deles, mas muitos outros ainda ficaram de fora. Uma pena!

#rio2016 #olimpiada #jogosdorio #tochaolimpica

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por