Fatos e Fotos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fatos e Fotos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fatos e Fotos
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

DaniBoy
há 8 meses420 visualizações

Um jovem casal e seu bebê recentemente se mudaram de casa. Foram de Melbourne para Sydney, na Austrália, se se viram no meio de um monte de caixas vazias usadas na mudança. E tiveram uma ótima ideia: em vez de jogarem os papelões fora, começaram a criar cenários.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

São cenários de seus filmes e séries favoritos. Leon Mackie e Lilly Lang passaram a brincar com as caixas, e imaginação definitivamente não falta para o casal.

'Cardboard Box Office' é o nome que eles deram para este projeto fotográfico. Os dois, e também a criança de 2 anos, sempre aparecem nas imagens. O papelão é a matéria-prima para o cenário, mas de nada adiantaria se eles não estivessem fantasiados e trajados a caráter.  

Esqueceram de Mim

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

O Senhor dos Anéis

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Forrest Gump

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

E.T.

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Breaking Bad

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Mad Max

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Game of Thrones

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Grease

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Os caça-fantamas

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

King Kong

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

O grande hotel Budapeste

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

A Família Addams

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

Matrix

Família recria cenas de filmes usando caixas de papelão

#fotos #filme #série #família #cinema

10 impressões (e dicas) de um estreante nas arquibancadas da Sapucaí

DaniBoy
há 8 meses349 visualizações

A expectativa era grande: passar meu primeiro carnaval no Rio. E na agenda, claro, tinha de ter uma ida ao sambódromo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Para não deixar passar em branco, aqui vão algumas impressões e dicas de um estreante nas arquibancadas da Sapucaí. 

#1 - O ingresso

É um dos passos mais chatos e burocráticos. O recomendado é comprar no site da Liesa, a Liga das escolas de samba do Rio. É preciso ligar, mandar email, responder email, pagar em espécie num caixa bancário, mandar o comprovante por email, esperar a resposta e ir retirar com antecedência (pode ser no dia também, mas a chance de pegar fila é grande) na sede da Liga. Sempre há outros meios de compra, mas provavelmente vai ser mais caro.

10 impressões (e dicas) de um estreante nas arquibancadas da Sapucaí

#2 - Onde sentar

Esse item está ligado ao anterior. Minha escolha foi por preço, e foi a arquibancada 4 (cerca de R$ 280 com taxa). E posso dizer que foi uma boa escolha.

# 3 - Como ir

O metrô é a melhor escolha. Dei azar de minha estação de partida ser bem num lugar onde estava rolando um bloquinho, em Ipanema, e a muvuca estava grande na hora de ir. Mas foram 10 minutos de aperto até entrar no vagão. E, lá, a animação já começa: é normal ver pessoas já com as fantasias que vão desfilar. O metrô para bem perto do sambódromo. A região é feia, dá medo de ir sozinho em qualquer outro dia ou horário, mas no Carnaval ninguém vai passar aperto.

# 4 - Chegue cedo

Na arquibancada onde eu estava cabiam cerca de 2 mil pessoas. Se você não quiser ficar bem no meio deste (até que apertado) espaço, chegue com umas 2 ou 3 horas de antecedência. Um detalhe importante: tente ficar perto de uma das saídas/entradas que têm. Como o local não é tão espaçoso, você vai sofrer um pouquinho se precisar ir ao banheiro ou quiser sair para pegar um lanche o tempo todo. Estar numa área de escape é sempre bom. E, obviamente, os lugares mais embaixo são onde dão para ver melhor o desfile, e eles lotam mais rapidamente. Mas lá no topo também dá pra ver legal e ter uma noção boa de toda a avenida.

10 impressões (e dicas) de um estreante nas arquibancadas da Sapucaí

#5 - É de arrepiar

Já tinha ouvido que todo mundo deve ir pelo menos uma ver ver um desfile ao vivo. E sou obrigado a concordar. Os carros alegóricos são fantásticos. O momento em que se ouve pela primeira vez a bateria arrepia. E quando ela passa na sua frente fica melhor ainda. Você pode até sentir falta das legendas e explicações que estamos acostumados quando se assiste pela TV, provavelmente não vai conseguir ver com detalhes as musas e as fantasias, mas tudo isso é relevado quando se percebe a dimensão do desfile. E em algum momento vai estar cantando junto o samba-enredo das escolas.

10 impressões (e dicas) de um estreante nas arquibancadas da Sapucaí

#6 - É cansativo

Chegar cedo e esperar o começo nem cansa tanto, já que você está na expectativa e bastante empolgado. Mas com o passar do tempo as pessoas ao seu lado já não estão tão empolgadas como no início. Na primeira escola, todo mundo já estava em pé antes de o desfile começar. Lá pela quarta escola, o povo já demora um pouquinho para se levantar (e temos que dizer que todos ficam em pé durante os 75 minutos de desfile que cada escola faz). E é mais ou menos nesse ponto que algumas pessoas já começar a ir embora.

#7 - Hora do pipi e da comida

O melhor momento para dar uma escapadinha da arquibancada é quando a escola estiver desfilando. Quando cheguei, achei que tinha pouco banheiro, mas ele só enche durante os intervalos entre as escolas. Durante o desfile, você pode ir tranquilo que não terá problemas (apenas o incômodo de passar pelas pessoas no aperto da arquibancada, dependendo do lugar em que você estiver).

#8 - Vá preparado

Ambulantes vendem capas de chuva e almofadinhas para sentar logo na saída do metrô. Comprei os dois e não gastei nem 20 reais. No dia em que fui, choveu bastante. A almofadinha ajuda no cimento duro (e sujo que estava por causa da chuva). Você também pode levar mochila com comes e bebes. Vale a pena!

#9 - Fique até o final

Essa é uma dica que não usufruí. Como estava num grupo com crianças pequenas, acabei indo embora e perdendo os dois últimos desfiles (um deles da Beija-Flor, uma das favoritas). Mesmo cansativo, vale a pena tentar ficar até o final.

# 10 - Se jogue na folia

Dizem que o carnaval é o maior espetáculo da terra. E o desfile na Sapucaí me mostrou que realmente este é um evento único. Você estará ao lado de cariocas, turistas brasileiros e muitos gringos. Todos com o único objetivo de se divertir. Para terminar, só digo uma coisa: não vejo a hora de voltar à Sapucaí. Valeu super a pena!

Abaixo, um pouco do desfile da Vila Isabel (e da madrinha de bateria Sabrina Sato)

#carnaval #rio #sapucaí #viagem #desfile #festa

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por