Folia e diversão
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Folia e diversão
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Folia e diversão
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Os blocos estão invadindo São Paulo. É carnaval!

Os blocos estão invadindo São Paulo. É carnaval!
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Cerca de 400 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar, foram às ruas de São Paulo neste fim de semana. Manifestação contra a Dilma? Protesto contra o aumento da passagem de ônibus? Nada disso. É o Carnaval que saiu dos salões e dos clubes para agitar ruas e avenidas da capital paulista.

Os blocos carnavalescos já são um sucesso e vêm ganhando mais fãs a cada ano que passa. E mais cedo, como já podemos ver os foliões se divertindo antes mesmo de o Carnaval começar oficialmente.

Só para ficar neste último domingo, São Paulo teve blocos em várias regiões da cidade. Cerca de 80 mil pessoas ignoraram o forte calor para ver o Monobloco na avenida Pedro Álvares Cabral, em frente ao Parque do Ibirapuera. No Centro, a banda Sargento Pimenta fez todo mundo dançar com músicas dos Beatles ao ritmo de marchinha - outros blocos já tinham passado antes pelo local. Teve ainda Tiago Abravenel na Faria Lima e mais blocos na Vila Madalena, por exemplo.

Os blocos estão invadindo São Paulo. É carnaval!

É preciso gostar de carnaval para participar desses blocos. É preciso ter pique caso queria acompanhá-los por um bom tempo. Já há algum tempo que as festas perderam seu status nos clubes e salões, a moda agora é curtir na rua. No Rio, centenas de milhares de pessoas já lotam os blocos mas famosos há vários anos - o Cordão da Bola Preta imagina levar mais de 1,5 milhão de foliões no dia 6 de fevereiro.

Em São Paulo, mais de 300 blocos vão sair às ruas até o término do Carnaval. A agenda completa pode ser vista aqui: http://carnavalderua.prefeitura.sp.gov.br/eventos/blocos/

O que gosto desses blocos é a presença da diversidade, principalmente das idades. Vemos famílias curtindo o carnaval juntos, os pequenos já aprendendo o que é essa festa popular e ouvindo marchinhas (e não aquele axé grudento como chiclete), com muita curtição. Mas por serem festas gratuitas, sem cobrança de entrada, a superlotação muitas vezes pode irritar aqueles que não gostam de muita multidão. E uma coisa que todos devem ter consciência é: a festa tem hora pra acabar. Oficialmente, os blocos não podem passar das 20 horas. Afinal, muitas vezes eles passam em regiões residenciais. Até a folia tem limite.

Os blocos estão invadindo São Paulo. É carnaval!
Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por