Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

5 motivos para o são-paulino não se empolgar tanto com o time na Libertadores

DaniBoy
há um ano9 visualizações

O São Paulo é o único paulista na Libertadores, a torcida está empolgada por um possível quarto título continental e o time agora vai enfrentar o Atlético-MG nas quartas de final.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Na noite desta última quarta-feira, o Tricolor avançou de fase mesmo perdendo por 3 a 1 do Toluca, no México. Classificação até tranqüila pelo o que o time tinha feito no jogo de ida. Mas vamos lembrar que o São Paulo nunca foi favorito nesta Libertadores. Passou para as oitavas após sufoco na fase de grupos (só se classificou no último jogo) e fez jogos muitos ruins. A ótima vitória sobre o Toluca por 4 a 0 no Morumbi deu uma entusiasmada em elenco, torcida e até comentaristas, mas o time ainda não apresentou uma regularidade de campeão. Vamos com calma!

Listamos alguns motivos pelos quais o torcedor são-paulino deve manter os pés no chão:

#1 - Insegurança no gol

Como confiar em Dênis? Sério, mas muito sério: não dá! Falta muito ainda para o goleiro ganhar a confiança da torcida e, me parece, até dos jogadores. Seu principal problema é nas bolas aéreas. De cada três cruzamento, ele falha em um (#dadosnãocientíficos) e, a cada bola cruzada, uns três torcedores morrem do coração (#dadosnãocomprovados).

5 motivos para o são-paulino não se empolgar tanto com o time na Libertadores

#2 - Time sem cabeça

O São Paulo já estava com a classificação garantida para as quartas de final, a partida estava no fim, quando Centurión deu uma cusparada no adversário. Pra que isso, menino? Bem agora que ele estava deixando as críticas para trás.... Mas, assim como ele, outros jogadores são bastante instáveis e podem deixar o time na mão. Lembram de Dênis (olha ele de novo) contra o The Strongest em La Paz? Levou dois amarelos e foi expulso por retardar o tiro de meta. Fala sério! Ah: fazer catimba não é fácil, e o São Paulo precisa controlar melhor essa sua postura.

#3 - E o Ganso?

Quando quer, ele é craque. Mas tem dias que é um sono só. Depender de um craque como Ganso é sempre complicado. Vem jogando bem nos últimos jogos (quando Edgardo Bauza o coloca em campo), mas nunca se sabe se o brilhantismo vai se repetir no jogo seguinte. E, se ele vai mal, a tendência é que todo o time caia de produção junto.

5 motivos para o são-paulino não se empolgar tanto com o time na Libertadores

#4 – Atlético-MG

Em 2013, o Atlético eliminou o São Paulo nas oitavas de final da competição. Particularmente, preferia que o Tricolor enfrentasse o Racing agora: tenho a impressão que o time dá uma tremida quando enfrenta um rival nacional. E contra uma equipe de fora os jogadores entram com mais brio e garra.

#5 – Posicionamento

Esse último jogo mostrou um time perdido quando o adversário se porta bem em campo e vai com tudo para o ataque. Dois gols saíram nas costas de Rodrigo Caio, mas a culpa recai também sobre Mena que não estava dando a cobertura na esquerda. Os volantes deixaram um buraco no meio. Mesmo buraco que tinha até Calleri, isolado no ataque. 

Se o São Paulo conseguir superar todas essas limitações e desconfianças, aí sim o torcedor pode confiar no título da Libertadores. E fazer brincadeiras como essa que já estão rolando na internet:

5 motivos para o são-paulino não se empolgar tanto com o time na Libertadores

#futebol #libertadores #saopaulofc

Arsenal não vai ser campeão outra vez, e técnico achou um culpado inusitado

DaniBoy
há um ano5 visualizações

Quarto colocado no Campeonato Inglês, o Arsenal já deu adeus às chances de título, restando três rodadas para o término da competição: está 12 pontos atrás do líder Leicester City. Questionado no cargo, o técnico Arsene Wenger já achou um culpado por mais uma temporada de fracassos: a torcida e o clima ruim no Emirates Stadium.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Arsenal não vai ser campeão outra vez, e técnico achou um culpado inusitado

Culpar a torcida é como dar um tiro no pé, é romper de vez com quem você mais precisa contar no ano. Na semana passada, na vitória por 2 a 0 sobre o West Bromwich, o treinador já havia reclamado de um boicote dos torcedores, por causa do vazio nas arquibancadas.

Há 12 anos sem um título nacional, a expectativa era que agora o Arsenal sairia vitorioso, ainda mais com Chelsea e Manchester United sem tantas forças. Apesar de um bom começo, o time sofreu alguns tropeços e viu o azarão Leicester disparar, com o Tottenham na vice liderança. O Manchester City vem na terceira colocação com os mesmos 64 pontos que o Arsenal.

Wenger reagiu às críticas que vem sofrendo e diz que os fãs que pedem sua demissão contribuíram para a queda do time nesta temporada. Que desculpa esfarrapada, heim!

“Esse clube tem valores especiais e minha experiência ao longo dos anos diz que devemos ficar unidos e apoiar o time. Não há sucesso sem isso”, afirmou, culpando ainda os resultados ruins no estádio por causa do pouco apoio da torcida. “Perdemos o campeonato em casa contra os times mais fracos, mas jogamos em um ambiente difícil.”

Não bastasse criticar a torcida, Wenger ainda bateu em ex-jogadores que andam falando mal do time, como Ian Wright, Paul Merson e Thierry Henry. "Algumas pessoas questionam o caráter dessa equipe, mas algumas pessoas que eles questionam têm menos caráter do que esta equipe tem.”

Apesar de não conseguir o título, o Arsenal ainda está na briga por uma vaga na Liga dos Campeões: só depende de si para conseguir a classificação. Mesmo assim, o clima entre Wenger e a torcida não deve melhorar muito. Ainda mais após essas declarações sem tanto fundamento. Afinal, culpar o outro por um resultado ruim seu é sempre uma desculpinha que não cola.

No jogo contra o Norwich, neste sábado, em casa, a torcida deve levar faixas contra Wenger em mais um dia de protestos. De acordo com o jornal The Telegraph, os torcedores planejam realizar um plebiscito para pedir a saída do treinador, que está no cargo desde 1996. A situação realmente não está nada fácil.

Arsenal não vai ser campeão outra vez, e técnico achou um culpado inusitado

#futebol #campeonatoingles #arsenal

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por