Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Clube proíbe torcida de usar camisas de outros times no estádio

Clube proíbe torcida de usar camisas de outros times no estádio
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Sou de Jundiaí. Como um bom morador, sempre torci para o time da cidade. Mas, assim como eu, outros milhares de torcedores do Paulista também têm um outro time de coração, como São Paulo, Palmeiras, Corinthians ou Santos.

No estádio Jayme Cintra, quando era dia de jogo do Paulista sempre víamos a torcida com outros uniformes. Quando ganhamos a Copa do Brasil em 2005, no entanto, foi em comum acordo que uma regra entrou em ação em dias de jogo do time: quer ir ao estádio, coloque então a camisa do Paulista. Mas não tinha problema nenhum, porém, vestir a amarelinha da seleção brasileira ou a camisa de um Barcelona ou Manchester United.

Agora quem mora em Sorocaba e torce pro São Bento vai ter que se acostumar com uma nova regra imposta pelo clube: quer usar camisa de futebol durante o jogo, que seja apenas a do São Bento. E mais nenhuma.

E é bom a torcida estar avisada neste Campeonato Paulista. Se a criança resolver usar aquela camisa do Real Madrid que ganhou de Natal será barrada no estádio. Está proibido também uniformes de seleção ou mesmo de times amadores da região. Uma decisão um tanto polêmica.

O clube disse em seu site oficial que a medida foi uma recomendação da Polícia Militar, que irá realizar a fiscalização nos portões de acesso. A regra vale também para a torcida visitante, que só poderá usar a camisa da sua equipe.

Vamos ver como será a postura da torcida e também da polícia na estreia do São Bento neste sábado, diante do Ituano, em Sorocaba.    

No Facebook do clube, as opiniões ficaram bem divididas quanto à decisão da PM:

Clube proíbe torcida de usar camisas de outros times no estádio

Pato mostra ao Corinthians que é ele quem manda

Pato mostra ao Corinthians que é ele quem manda
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Alexandro Pato conseguiu o que queria. Recusou proposta da China, desagradou os dirigentes corintianos e garantiu alguns meses em Londres. 

Seu acerto com o Chelsea mostra que, às vezes, um jogador pode e deve ter direito a opinião. E que nem sempre o dinheiro fala mais alto.

Segundo o UOL, Pato recusou um salário três vezes maior que recebe, caso aceitasse jogar no Tianjin Quanjian, clube chinês comandado por Vanderlei Luxemburgo e que levou Jadson, Luis Fabiano e Geuvânio. O Corinthians estava louco para vendê-lo, iria receber uma bela grana. Pato disse 'não', não era o que ele queria.

O atacante nunca escondeu seu desejo de voltar ao grande centro europeu. Seu salário já não é baixo, cerca de R$ 800 mil mensais, dinheiro que agora será pago pelo Chelsea. E Pato, vale sempre lembrar, já fez um pé de meia razoável nos últimos anos: não seria um mercado chinês que o seduziria.

O Corinthians ainda não sabe se levará alguma bolada com essa transferência de Pato: está tentando prorrogar o contrato com o jogador para ficar na torcida que ele tenha um grande desempenho agora para conseguir lucrar depois. Por enquanto, o clube paulista se contenta em se livrar do salário do atacante. Melhor do que nada: não fosse o Chelsea, o Corinthians teria em seu elenco um atleta insatisfeito.

O grande vencedor dessa história toda foi mesmo Pato. Tem tudo para conseguir ser titular no Chelsea, morar em Londres não é nada mal (ah vá!) e continuará ganhando um bom salário até o meio do ano, agora bancado pelos ingleses. E ainda sonha com a seleção brasileira. Difícil, bem difícil, mas sonhar não custa nada. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por