Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Goleiros por um dia: 5 jogadores de linha que fizeram bonito no gol

DaniBoy
há 2 anos13 visualizações

Além do zagueiro Maicon, do São Paulo, que garantiu o empate e a classificação do seu time para as oitavas de final da Taça Libertadores  

Goleiros por um dia: 5 jogadores de linha que fizeram bonito no gol
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Já era final de jogo na Bolívia, quando o goleiro Denis, do São Paulo, foi expulso por retardar a cobrança de tiro de meta. O time paulista já havia feito as três substituições e, assim, o zagueiro Maicon teve de ir para o gol. O The Strongest só precisava de um gol para conseguir a classificação, mas nos poucos minutos que teve não conseguiu surpreender Maicon, que conseguiu parar dois cruzamentos e garantiu o São Paulo nas oitavas de final da Libertadores.

Casos como esse não são fáceis de acontecer, mas também não são impossíveis. Já tivemos várias vezes em que um jogador de linha precisou ir para o gol, e lembramos de algumas situações das mais incríveis aqui:

#1 Gaúcho (Palmeiras 1 x 1 Flamengo, 1988)

Gaúcho foi o nome do jogo. O então atacante do Palmeiras precisou substituir Zetti, que fraturou a perna numa dividida com Bebeto. Não conseguiu evitar o gol de empate (1 a 1), mas defendeu duas cobranças de pênalti na decisão depois – o regulamento do Brasileirão previa decisão de penalidades para os jogos que terminassem empatados.

#2 Felipe Melo (Elazigspor 0 x 1 Galatasaray, 2012)

O brasileiro Felipe Melo precisou vestir a camisa de goleiro após o número 1 do seu time, o Galatasaray, ser expulso ao cometer um pênalti. E ele foi lá e defendeu o chute adversário, garantindo a vitória. O estádio praticamente veio abaixo.

#3 Caio Ribeiro (Flamengo 1 x 1 Gama, 1999)

O atacante Caio, hoje comentarista, passou por um sufoco ao substituir o expulso Clemer no Flamengo. Mas seu time conseguiu suportar a pressão e o jogador aguentou 10 minutos sem ser vazado: o placar terminou em 1 a 1.

#4 Flávio (Paraná 1 x 0 San Lorenzo, 1999)

Em jogo da extinta Taça Conmebol, o atacante Flávio, do Paraná, teve de substituir o expulso goleiro Marcos no final do jogo. Só que a decisão ia para os pênaltis. Adivinha só o que Flávio fez: acertou a sua cobrança e ainda defendeu três chutes, garantindo seu time na fase seguinte. Ô loco!

#5 Moti (Ludogorets 1 x 0 Steaua Bucareste, 2014)

Em jogo que valia vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões, olha só o que o romeno Moti, do Bucareste, fez ao substituir o goleiro: marcou um gol na decisão por pênaltis e ainda fez duas belas defesas.

#futebol #goleiros #libertadores

Quem você escalaria na melhor seleção brasileira de todos os tempos?

Se tem uma coisa difícil de fazer e concordar quando falamos de futebol é uma lista com os melhores do seu time. O melhor goleiro para mim talvez não seja o seu escolhido. Assim como os zagueiros, meias, atacantes... Quem aqui então topa um desafio? Que tal montar a melhor seleção brasileira de todos os tempos?

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O jornal italiano ‘Corriere dela Sera’, em sua edição de domingo, escalou o melhor Brasil com apenas um zagueiro, Thiago Silva. Não é por nada, mas já acho errado colocar apenas um defensor no time. E, mesmo assim, se tivesse que escolher alguém não seria o atual atleta do Paris Saint-Germain.

O time do periódico italiano é o seguinte: Gilmar, Djalma Santos, Thiago Silva, Roberto Carlos, Falcão, Didi, Garrincha, Vavá, Pelé, Ronaldo e Zico. Uma equipe totalmente ofensiva. O que acham dela?

Quem você escalaria na melhor seleção brasileira de todos os tempos?

Sou sempre a favor de um time que joga pra frente, que gosta de atacar. Mas de nada adianta uma formação ofensiva se não estiver bem armado atrás.

Acho difícil, bem difícil mesmo, escolher 11 jogadores para representar um time. E quando costumo montar a minha lista sempre prefiro escalar aqueles que vi jogar. Então, no caso da seleção do jornal italiano, eu já tiraria Gilmar, Djalma Santos, Falcão, Didi, Garrincha, Pelé e Zico (esse só vi já no final da carreira).

No gol, deixaria Marcos como o titular, com Taffarel na reserva. A linha defensiva viria com Cafu, Lúcio, Aldair e Roberto Carlos. Deixaria Mauro Silva e Dunga como volantes, para dar liberdade para um meia/ataque formado por Ronaldinho Gaúcho, Neymar, Ronaldo e Romário.

O meio-campo defensivo é o que me faz mais pensar, assim como os zagueiros. Mas por falta de excelentes opções, ao contrário do ataque: ainda dá pra deixar, por exemplo, Kaká, Bebeto e Rivaldo no banco. Comandando essa seleção, sem dúvidas nenhuma, Telê Santana.

Este é meu time que vestiria a amarelinha hoje em dia. Como disse antes, escalei apenas os jogadores que vi jogar e que já disputaram uma Copa do Mundo. E qual seria sua seleção ideal?

#copa #futebol

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por