Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Há 19 anos começava a carreira de artilheiro de Rogério Ceni

2016 tem sido um ano diferente para a torcida são-paulina, sem Rogério Ceni no time tricolor. Mas as boas lembranças sempre ficam.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

E este 15 de fevereiro é uma data marcante para o ex-goleiro. Foi neste dia, há 19 anos, que começava a carreira de artilheiro do jogador.

Em 1997, Rogério Ceni marcou um dos gols na vitória do São Paulo sobre o União São João, em Araras, por 2 a 0, em jogo do Campeonato Paulista. Depois disso, nos quase 19 anos seguintes, o goleiro balançou as redes mais 130 vezes.

Dos 131 gols do goleiro que mais marcou na história do futebol, 62 foram de falta e 69 de pênalti. O Cruzeiro e o Palmeiras foram os times que mais tomaram gol de Rogério, 7 cada um. E o goleiro, acreditem, é o 10º maior artilheiro do clube do Morumbi.

Um dos gols que entraram para a história foi o seu centésimo. Não apenas pelo número redondo, mas também por ter sido anotado sobre o rival Corinthians, em 2011, em março de 2011.

Rogério Ceni está mesmo marcado na história do São Paulo como um dos jogadores mais importantes que já vestiram a camisa do time. Por suas defesas, os títulos conquistados, a liderança que exercia no time e, claro, por seus 131 gols. Uma carreira de artilheiro que começou 19 anos atrás.

#futebol #saopaulofc

Como acabar com o futebol: tirando as crianças do estádio. Um absurdo!

Sempre que eu vejo uma briga de torcida, em qualquer estádio do mundo, penso: esses vândalos querem acabar com o futebol. Mas vou te dizer uma coisa: não são só esses bandidos de Organizadas que fazem isso.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Uma notícia neste fim de semana mostra bem como o futebol tem sido tratado no Brasil. E tirar crianças de estádios é o maior mal que podem fazer a esse esporte.

Esta foi a notícia, que veio de um comunicado da 3ª Vara Cível de Mogi Mirim divulgada no sábado:

"Informamos que, por determinação do juiz da 3ª Vara Cível de Mogi Mirim, Fábio Rodrigues Fazuolli, menores de 18 anos estão impedidos de assistir ao jogo entre o Mogi Mirim e XV de Piracicaba, que acontece amanhã, às 19h30, no estádio Vail Chaves. A determinação visa garantir a integridade de crianças e adolescentes."

Como acabar com o futebol: tirando as crianças do estádio. Um absurdo!

O jogo deste domingo era válido pelo Campeonato Paulista. O jogo foi em Mogi. E sabe quantos pagantes foram no estádio? 653! 

653 pessoas pagaram para ver Mogi e XV. Dois times que nem tem uma rivalidade grande atualmente. Será que uma medida desta é cabível?

Não precisa pensar muito para dizer que esta foi uma das ações mais absurdas já vistas no futebol. Nem em um Palmeiras x Corinthians ou Guarani x Ponte Preta acontece isso.

Tomar uma medida dessa é a mesma coisa que dizer para uma criança que futebol é um esporte perigoso, que ir ao estádio é coisa de bandido. 

Lugar de crianças e jovens é, sim, também no estádio. Quem não tem uma boa lembrança de ir assistir ao time do coração com o pai, avô ou irmãos? São essas memórias que marcam a pessoa e fazem ela ser mais apaixonada ainda pelo futebol.

Espero muito que a decisão desse juiz não se repita mais. Que não se repita nunca mais. Porque são por medidas assim que aos poucos vão matando nosso espetáculo.

#futebol

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por