Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Inacreditável! Vestido de dinossauro, Asprilla ensina cavalo a chutar bola

Um cavalo, um dinossauro e uma bola gigante. Tem como essa história ficar ainda melhor? Ô se tem, se no caso o dinossauro é o ex-jogador Asprilla.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Inacreditável! Vestido de dinossauro, Asprilla ensina cavalo a chutar bola

O colombiano vestiu a fantasia, montou em Firulai, seu cavalo, e o fez chutar uma bola gigante. A imagem é sensacional. O vídeo é hilário.

A cena até seria normal se não fosse a fantasia de dinossauro. Questionado no Twitter por que ele estava vestido assim, olha a resposta que Asprilla deu:

Inacreditável! Vestido de dinossauro, Asprilla ensina cavalo a chutar bola

"Meu cavalo adora ver Barney". Quer uma resposta mais fanfarrona que essa? O ex-jogador mostra que está aproveitando bem sua vida de aposentado dos gramados. Ou, ao menos, aproveitando de uma forma curiosa. Obrigado 'Trivela' por ter compartilhado ao mundo uma notícia dessas. O fim de semana já começou bem!

Ver jogo no estádio é sempre bom (desde que seu time não perca)

Se tem uma coisa que aprendi nos meus 8 anos de jornalista esportivo é que assistir a um jogo de futebol no estádio é infinitamente melhor do que pela TV. Você perde o replay, é bem verdade, mas consegue ver a partida de um outro jeito. Enxerga melhor o posicionamento do time e dos jogadores, sente a vibração da torcida. Resumindo: entende o que está acontecendo naqueles 90 minutos.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Pois bem, nesta quarta-feira lá fui eu pro Pacaembu. Já escrevi aqui sobre os dois jogos que o São Paulo fez na fase preliminar da Libertadores, e retiro tudo o que eu disse. Desta vez, que fiasco e vergonha foi a partida.

Ver jogo no estádio é sempre bom (desde que seu time não perca)

- estádio cheio, chuva e derrota: jogo de quarta à noite no Pacaembu - 

O resultado vocês já devem saber: 1 a 0 para o boliviano The Strongest. Placar justo para o fraco futebol são-paulino.

A torcida estava lá fazendo sua parte. Mais de 26 mil torcedores apoiaram o time e deram força até o fim do primeiro tempo. Mas aí sempre tem um ou outro que começa com um xingamento aqui e lá, algumas reclamações até com razão. O problema são as Organizadas. E a Independente, após o gol tomado, mais cobrou do que apoiou.

Não é de hoje que torcedor comum não gosta das Organizadas. Isso no São Paulo ou Palmeiras, já vimos no estádio várias 'rixas' entre eles. Nesta quarta, enquanto a Independente xingava o time, o resto da torcida gritava em busca do gol: e ele quase saiu no fim.

Após o jogo e as justas vaias ao time (aí sim de todos e bem válidas), alguns babacas da Independente partiram pra cima de alguns torcedores comuns. Sorte que a briga não durou muito, pois não havia nenhum policiamento por perto.

Pois bem, como disse antes ver um jogo no estádio nos dá a chance de ver o gramado todo. E aprendi uma coisa quando pequeno, quando ainda jogava futebol: se chutar a bola não entra, e um time tem que ter um bom meio de campo. Ah vá! Parece óbvio, mas vá dizer isso ao São Paulo então.

Os jogadores do meio ficavam distantes um do outro e o time insistia pelas jogadas laterais e pelas pontas. Mas é duro insistir quando se tem dois jogadores como Michel Bastos e Centurión que não produzem nada. Para piorar, Edgardo Bauza tirou Hudson no intervalo para colocar mais um atacante. Mas do que adiantava mais um homem na área se o problema do time era justamente fazer a bola chegar na área? Tudo errado.

Sou da opinião que um time pode até jogar mal desde que mostre garra e disposição em campo. Foi assim com o Palmeiras na terça-feira: o futebol não foi bem apresentado, mas os jogadores brigaram e voltaram do Uruguai com um empate.

O São Paulo não brigou. Não lutou. Parecia apático em campo, com toques de bola pro lado sem vontade nenhuma de ganhar. Com a derrota, complicou-se bastante no Grupo 1 e vai ter de dar a volta por cima contra o River Plate na Argentina. Vai ser complicado passar de fase. 

PS: Esse horário do jogo às 19h30 (que foi o desta quarta) é ótimo pra quem vai ao estádio. Podiam fazer mais vezes (ou sempre).

#futebol #libertadores 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por