Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol
ic-spinner
Hikayeni paylaş
Sevdiğin hikayeleri ve yazarları bul ve takip et. İlham al, sen de kendi hikayelerini yaz. Hikayelerine arkadaşlarını davet et. Paylaş ve tüm dünyaya sesini duyur.

Vídeo: isso sim é pressão na hora de bater um pênalti

Alguns dizem que cobrança de pênalti é loteria. Bobagem. É preciso qualidade e calma para o batedor. 

Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸

Quando um jogo acaba e a decisão vai para os pênaltis, a pressão aumenta. E é pressão e cobrança de todos os lados: a sua, do time e da torcida. É a responsabilidade de fazer um gol e de não decepcionar seus companheiros.

Vídeo: isso sim é pressão na hora de bater um pênalti

Se muito jogador profissional já fica nervoso neste momento, imagina então alguém inexperiente. Quando vi um vídeo postado no site 'Universidade do Futebol', imaginei bem o nervosismo que o desconhecido Luciano Marques passou.

Luciano é jogador do Beco, um dos times do Campeonato no Vale das Pedrinhas, em Salvador. Era a final e o jogo ficou no zero. A partida então foi para os pênaltis. Se você acha que um jogador fica nervoso com a torcida contra num Morumbi ou Maracanã é porque ainda não viu esse vídeo abaixo.

Isso sim é pressão. E Luciano não aguentou a cobrança da torcida que estava dentro do campo de terra batida (porque grama que é bom...). Isso é jogo de Várzea, comum em todos os cantos do País. O vídeo logo viralizou na internet. Reparem num detalhe: Luciano também saca o celular e pede para um amigo filmar o lance decisivo.

Em 2015 um outro vídeo parecido também rodou bastante. Na final da Copa Amizade, em Mauá, na grande São Paulo, o Vila Junqueira, de Santo Andre, venceu o Dínamo, time da casa, por 24 a 23. E a pressão da torcida foi inacreditável.

#futebol

Apesar do empate, São Paulo faz bom jogo no Peru

Parecia que ia ser mais fácil do que foi. Podia ter sido com vitória. Mas a estreia do São Paulo na Libertadores, apesar do empate, mostrou que o time já evoluiu bastante comparado com o ano passado e que pode melhorar ainda mais.

Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸

O peruano César Vallejo é um time fraco, mas tem lá seus pouco méritos. E o São Paulo de Edgardo Bauza tem um estilo totalmente diferente do que vinha mostrando em 2015.

Se jogar a partida de volta (quarta-feira no Pacaembu) como jogou no Peru, a classificação para a fase de grupos estará garantida. O resultado de 1 a 1 desta quarta-feira não reflete o que os times mostraram em campo.

Fazia tempo que eu não via um jogo bom do São Paulo. Com bom toque de bola no meio, laterais aparecendo, volantes chegando e homens da frente ajudando na marcação, o time dominou a partida e mereceu vencer. Mal comparando, me lembrou um pouco o Corinthians campeão brasileiro: um time unido, com todos lutando e buscando seu lugar.

Ganso voltou a mostrar um bom futebol. Sabe aquele jogador lento e desmotivado que a torcida estava acostumada a ver? Ficou em 2015. Lá no Peru, armou como nos velhos tempos, com toques e lançamentos certeiros. E marcando também.

A estreia de Calleri foi outro ponto positivo do São Paulo. O argentino entrou no segundo tempo e marcou um belo gol. Alan Kardec que abra os olhos, senão irá pro banco logo logo.

Apesar do empate, São Paulo faz bom jogo no Peru

A vitória só não veio porque o time perdeu boas chances de gol e por uma falha da arbitragem, que anulou um gol legítimo do time tricolor. Apesar do empate, o São Paulo tem todas as chances de ganhar semana que vem. Fico na torcida para que a atuação no Peru não tenha sido apenas um lampejo. Pois, se continuar assim, já credencio a equipe a um dos favoritos ao título da Libertadores.

#futebol #libertadores #saopaulofc

Hikayeyi okudun
Story cover
tarafından yazıldı