FUTEBOL

Histórias engraçadas da Copinha

Daniel Akstein Batista
Author
Daniel Akstein Batista

A Copinha é uma competição atípica. Reúne clubes conhecidos com aqueles que nunca ouvimos falar, em menos de um mês de jogos. Tem jogador que pode virar craque e atleta que nunca terá chance em time grande. São jovens sonhadores e jovens já realidade, com contratos firmados e multas milionárias. E nos traz lances imperdíveis que só vemos neste torneio.

Com tantos jogos e sedes, obviamente nem todo estádio traz aquele conforto ou aquele gramado verdinho, um tapete para se jogar bola. E isso, claro, causa alguns casos atípicos. Separamos então algumas histórias da Copinha, fatos engraçados (ou lamentáveis) que aconteceram nesta e em outras edições:

- Formigueiro

Nesta última terça-feira, o Corinthians venceu o Guarani em Limeira, mas o que chamou a atenção foi um lance com o jogador bugrino Consolaro: ele caiu em cima de um formigueiro e teve de ser atendido fora do campo. Alguém já viu o Morumbi, o Maracanã ou o Santiago Bernabéu com um formigueiro?

- Ambulância atolada

Também nesta terça-feira, uma ambulância atolou no jogo entre Inter e Rio Claro, e precisou ser 'socorrida' por outra ambulância, em São Carlos. Em 2013, um trator teve também de tirar uma ambulância que estava atolada no campo de Tanabi, interior de São Paulo. 

Histórias engraçadas da Copinha

- Massagista artilheiro

Em 2013, no jogo entre Flamengo x Santos-AP, o juiz expulsou o massagista do time santista. Mas, ao invés de sair, ele resolveu entrar em campo e fazer uma graça e um gol contra sua própria equipe. Desnecessário.

- Entrevista confusa

Em 2015, o atacante João Paulo, do São Paulo, deu uma entrevista bem confusa após um jogo contra o Corinthians. Questionado sobre uma cusparada que ele teria levado, olha só qual foi sua resposta: 

- Esqueceram de marcar

No jogo entre Desportivo Brasil e Porto-PE deste ano, os jogadores do time paulista ficaram comemoram o gol e se esqueceram de voltar para jogar. Adivinha o que aconteceu? Gol do Porto.

- Camisa de outro

Também nesta edição, muita gente estranhou quando o Guaicurus (MS) enfrentou o Vasco. Afinal, aquele não era seu uniforme. Na verdade, o time entrou com a camisa do Marítimo de Portugal, seu parceiro.

Histórias engraçadas da Copinha