FUTEBOL

Lances de Ganso confirmam: ele é o maior desperdício de talento no nosso futebol

Daniel Akstein Batista
Author
Daniel Akstein Batista

Paulo Henrique Ganso vive de lampejos. Se transformasse apenas os momentos em que mostra o que faz com a bola em algo regular, seria um desses gênios do futebol.

Habilidade ele tem, como mostrou no jogo do São Paulo contra o River Plate, nesta quinta-feira, pela Libertadores. Além de ter feito o gol no empate por 1 a 1, olha o drible que ele deu no rival argentino.

Não é para qualquer um. A calma no lance, mesmo com o adversário marcando forte e com falta, mostra que Ganso é diferenciado.

No começo do 2010, quando apareceu ao lado de Neymar no Santos, muita gente já pediu a dupla na Copa do Mundo da África do Sul. Dunga não os levou por achar que os dois ainda eram muito jovens – e eles tinham acabado de aparecer de vez no futebol. Neymar, como todos sabemos, vingou e está brilhando no Barcelona. Já Ganso continua como uma eterna promessa.

Eu já desisti de esperar algo mais do meia além de um ou outro lance. Tem jogo que ele vai bem, mas tem mais partidas que vai mal. Um jogador irregular que poderia estar muito mais em alta e em um grande clube da Europa se fizesse jogadas e gols como essas que separamos aqui em lances pelo São Paulo e Santos:

São lances inacreditáveis, mas que dá para resumi-los em poucas imagens. Um jogador como Ganso é um desses desperdícios do futebol. Tem mais bola para mostrar do que realmente mostra. E deixo a pergunta: vocês ainda acham que ele pode render aquilo que realmente todos esperam dele ou acreditam que o meia continuará vivendo de lances esporádicos?

#futebol