ARTES

Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas

Daniel Akstein Batista
Author
Daniel Akstein Batista

Um museu para poucos verem. Um museu para quem gosta de mergulhar. É inacreditável, mas no dia 25 de fevereiro será aberto para os mergulhadores o Museu Atlântico, localizado ao largo da costa da ilha de Lanzarote, na Espanha.

Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas

A 14 metros abaixo do mar, este é o primeiro museu de arte contemporânea subaquática da Europa. O artista Jason deCaires Taylor criou uma série de esculturas que habitam o fundo do oceano. O projeto é inspirado num tema atual: os refugiados em todo o mundo.

Em uma das instalações no fundo do mar, a peça chamada 'Rubicon' traz 35 pessoas que estão caminhando para um portão. A segunda instalação representa a crise humanitária síria em curso, e mostra por exemplo pessoas desesperadas em um barco em busca de ajuda.

O artista inglês é um especialista em levar esculturas para o fundo do mar. Em 2006 ele criou o primeiro parque subaquático com esculturas na ilha de Grenada, no Caribe. Em 2010, ele fez uma exposição nas águas de Cancún. E ele tem um site com todas as suas obras para quem quiser saber mais sobre seu trabalho: 

No mar espanhol, as obras de Jason ocuparão uma área de 2500 metros quadrados. No total, serão cerca de 400 esculturas. Apesar de abrir agora para os mergulhadores, o museu deve ficar totalmente pronto no ano que vem. A previsão é que todas as obras fiquem no fundo do mar por cerca de 300 anos antes de serem deterioradas pela água. Elas acabam virando corais e se tornam um cenário normal no meio da vida marinha.

Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas
Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas
Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas
Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas
Museu será aberto no fundo do mar na Espanha, com 400 esculturas

#arte #escultura #oceano