Nas telinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Nas telinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Nas telinhas
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

BBB e suas regras: surpresas, mudanças e nova votação

Em sua 16ª edição, o Big Brother Brasil tem atingido números impressionantes nas votações de terça-feira, mostrando que a velha fórmula e o antigo formato ainda não estão batidos. Mas pra conseguir que a audiência continue alta, a direção do programa tomou algumas medidas nada convencionais este ano.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O paredão falso entre Ana Paula e Ronan, há três semanas, não foi novidade (já havia acontecido uma vez na história do BBB), mas claramente mudou a sequência do jogo. Primeiro porque nenhum dos dois saiu, e a panelinha do grupo deles se fortaleceu. Segundo porque desestabilizou o grupo rival, que ficou indignado com tal situação. E porque Ana Paula ganhou uma força extra ao ficar num quarto reservado assistindo a tudo o que os companheiros faziam, enquanto todos eles achavam que a mineira havia sido eliminada.

BBB e suas regras: surpresas, mudanças e nova votação

Foi o que precisava para Ana Paula, que já se acha a rainha da cocada, aumentasse seu ego e se tornasse no principal personagem deste BBB 16. Desbocada, briguenta, chiliquenta, bonita e sexy, ela é tudo o que a direção do programa busca num participante. Seu jeito esnobe, que tinha tudo para fazer com que o público a odiasse, se transformou no contrário. E ela passou por mais um paredão nesta terça-feira.

Paredão este que pela primeira vez na história do jogo teve regra diferente na votação. Ponto que causou muita discórdia entre os fãs do programa na última semana após a declaração de Pedro Bial que a contagem dos votos seria diferente, seria regional. Cada região do Brasil vale agora 1 ponto, e será somado ao outro ponto computado dos telefonemas. Quem tiver mais ponto é o eliminado.

Segundo a Globo, este novo critério serve para dar mais importâncias para as regiões do País e para tentar diminuir possíveis falcatruas na votação. Pode até ser, mas pode acontecer também um fato curioso: quem receber mais votos para ser eliminado não necessariamente não será eliminado.

Não foi o que aconteceu neste primeiro paredão com o novo sistema. Juliana foi massacrada pelo público e foi a escolhida para sair em todas as regiões: Levou de 6 a 0, em mais de 100 milhões de votos no total.

A Globo acertou em mostrar a divisão dos votos, até para tentar eliminar qualquer suspeita da votação. Mas que é estranho a direção mudar as regras do jogo enquanto ele ainda é jogado, isso sim. 

BBB e suas regras: surpresas, mudanças e nova votação

Na prova do líder da semana passada, um outro fato chamou a atenção do público. Como todos já estão cansados de saber, em prova de resistência não pode dormir. Bial chegou a dar uma bronca num participante ano passado quando ele perguntou se podia cochilar ou fazer xixi, e o apresentador foi categórico ao afirmar que certas regras nem precisam ser explicadas: se é resistência, é óbvio que não pode dormir. Desta vez Bial não falou as regras e alguns participantes cochilaram durante a prova. O que aconteceu? Nada. Pelo contrário, Bial afirmou que só vale aquilo o que ele diz na hora. Vai entender????? Regra é regra, mas não pro BBB. Lá vale tudo o que a direção quiser e achar legal.

#tv #bbb

Fãs de Arquivo-X mereciam mais episódios e mais respostas

Seis episódios não deram para nada. A volta de Arquivo X em sua 10ª temporada deixou mais dúvidas do que respostas. Se a Fox não renovar e gravar mais capítulos, digo que era melhor a série nem ter voltado.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Fãs de Arquivo-X mereciam mais episódios e mais respostas

O último capítulo do retorno da consagrada série foi ao ar na madrugada desta terça-feira no Brasil. Um vírus atacou os EUA e quase toda a população foi atingida, menos aqueles que estão com a cura em seu DNA alienígena, como Dana Scully. Seu parceiro, Fox Mulder, está mal. Tão mal que precisa das células-tronco do seu filho com Dana, William, que havia sido posto pra adoção ainda bebê, para sarar. Uma nave alienígena paira sobre eles, a luz se acende e a série acaba.

Sim, a série acaba sem dar nenhuma resposta às centenas de perguntas que todo mundo sempre faz em Arquivo X. Criada em 1993, o seriado conquistou fãs que estavam ansiosos pela volta de Scully e Mulder após nove temporadas e dois filmes bem regulares.

O retorno foi um sucesso de audiência: mais de 20 milhões de espectadores acompanharam o primeiro capítulo da 10ª temporada nos EUA. Vimos, na verdade, dois episódios na sequência, bastante comemorado pelos fãs da série.

Depois, nos três capítulos seguintes, temas mais bizarros foram colocados em ação. Uma veia cômica acionou os personagens principais. Como não achar curiosa a história do homem-lagarto: um monstro que se transforma em homem após ser mordido por um humano, e não o contrário.

O episódio #5 nos apresentou uma nova dupla de investigadores do FBI, curiosamente um espelho de Mulder e Scully: um agente que gosta de teorias conspiratórias e acredita no sobrenatural e uma ruiva totalmente descrente no desconhecido. Eles voltaram agora no capítulo final e devem ser presença constante caso a série continue (e caso continue sem a presença dos atores principais, David Duchovny e Gillian Anderson, que podem não gravar mais).

Fãs de Arquivo-X mereciam mais episódios e mais respostas

O criador Chris Carter diz que a Fox gostou do resultado da série e pretende encomendar mais episódios de Arquivo X. Os fãs, realmente, merecem algo mais do que apenas esses seis episódios. Confesso que esperava mais, mas foi bom rever Scully e Mulder novamente, e em situações um tanto quanto diferente das que estávamos acostumados a ver. Como essa, de Mulder dançando após tomar alucinógenos:

Ou deste momento em que o homem-lagarto conta uma história pra Mulder e inventa que teria transado com Scully (e vemos a atriz numa cena pouco comum, e talvez um pouco constrangida por fazê-la):

Como diz o próprio seriado, 'a verdade está lá fora'. E a verdade é que foi bom enquanto durou, apesar de muitas dúvidas ou questionamentos terem ficado no ar (por exemplo: como o 'Canceroso' sobreviveu a um míssil? Foi muito mal contado). Mas, apesar de tudo, queremos acreditar que mais episódios vão ser gravados, de preferência com Mulder e Scully juntos.

#arquivox #tv #seriado

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por