Nas telinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Nas telinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Nas telinhas
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

'Pânico' aposta em bebedeiras e pancadaria. Isso é humor?

DaniBoy
há um ano4 visualizações

Uma pergunta rápida: vocês ainda dão risada com o ‘Pânico na Band’? O programa do último domingo mostrou que a velha fórmula do humor já está ultrapassada: quadros novos repetidos de outras atrações concorrentes e uma forma de arrancar risadas do telespectador que já não dá mais.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
'Pânico' aposta em bebedeiras e pancadaria. Isso é humor?

Curioso, fui procurar os números do ibope. E o registro mostrou o óbvio: a audiência do programa vem caindo. No domingo passado, perdeu até para o ‘Encrenca’, da Rede TV. Com um detalhe: um dos novos quadros do programa era justamente uma cópia do programa rival (e de tantos outros que já cansamos de ver): duas pessoas comentando vídeos da internet. Quase um vídeo-cacetadas do Faustão. Foram cerca de 20 minutos disso. Uma chatice!

O outro quadro estreante veio com uma fórmula que o Pânico mais gosta, mostrando os efeitos do álcool. O ‘Consciência Alcoólica’ mostrou Gui Santana bebendo até cair, depois analisando suas cenas com outros dois companheiros de programa. A ideia, segundo eles, é mostrar os problemas que o álcool causa ao nosso corpo. Mas, no fundo no fundo, o que o programa quer é mostrar um de seus integrantes bêbado fazendo bobagens.

Bêbado, pelo jeito, dá audiência. E brigas também. Um dos quadros de mais sucesso nos últimos meses vinha sendo o ‘Bate ou Regaça’. Nele, pessoas famosas da internet (blogueiros e youtubers) trocavam socos com luvas de boxe. Socos e porradas: era comum ver alguém com o olho roxo.

O quadro já está fora do ar há duas semanas porque um dos participantes ficou desacordado ao levar um forte soco na cara. Ao menos foi isso o que o Pânico mostrou (nunca dá pra saber se o que eles mostram é verdade ou mentira). E nas últimas exibições o programa criou uma historinha para contar o ‘drama’ da vítima que apanhou e criando suspense se o quadro volta ou não.

Já faz algum tempo que o ‘Pânico’ perdeu seu bom humor. A saída de Eduardo Sterblitch só piorou a qualidade do programa – ao lado do Carioca (Márvio Lúcio), ele era o responsável pelos melhores personagens e as melhores sacadas nas noites do domingo.

O melhor quadro hoje, por incrível que pareça (ou não), tem vindo de um ex-integrante do CQC: Mauricio Meirelles com o quadro ‘Web Bullying’, em que ele usa a rede social de algum famoso para sacaneá-lo (com o aval da vítima, claro).

Acho uma pena o Pânico apostar em quadros sobre bebedeira e violência para tentar alavancar sua audiência. Afinal, é possível fazer humor sem essas artimanhas. O ´’Tá no Ar’, da Globo, está aí para mostrar como se faz humor de verdade. Se bem que o programa de Marcelo Adnet e trupe é uma exceção hoje em dia na nossa televisão.

Enquanto isso, o Pânico aposta nas gostosas, nas bebedeiras e na violência. Uma pena!

'Pânico' aposta em bebedeiras e pancadaria. Isso é humor?

#humor #paniconaband #televisão

Uma reta final sem graça e sem emoção no Big Brother: ficaram os chatos

Sobraram os chatos. Agora eu entendo por que a Globo queria tanto que Ana Paula ficasse. Depois que ela saiu da casa, o programa ficou monótono, com um ou outro agito apenas. E lá se vai mais de um mês. Agora falta pouco. Mas o tempo parece não passar até a próxima terça-feira (5/4), data da final do Big Brother.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Pedro Bial tenta agitar a casa. Nesta segunda-feira, fez uma brincadeira onde um participante tinha de adivinhar o que o parceiro pensava. A bobinha e chorona Cacau adorou. O público, não.

Depois da saída de Ana Paula, a casa ainda teve alguns dias de farra, intrigas e oba-oba, repercutindo a expulsão da mineira e com picuinhas entre dois grupos. Mas Renan saiu e a casa praticamente se calou.

A entrada do falso libanês Laham há 10 dias deu uma mexida na casa. Uma jogada de mestre da direção do programa para tirar a monotonia do ar. O participante ficou menos de 48 horas na casa, intrigou os brothers, beijou Munik, deixou Ronan com raiva e inveja e foi embora no dia seguinte ao que entrou. E, desde o dia 20, quase mais nada aconteceu.

Uma reta final sem graça e sem emoção no Big Brother: ficaram os chatos

Nem as festas têm sido animadas para quem assiste: os brothers dançam, comem, ficam bêbados e vão dormir

Munik, Ronan, Geralda e Cacau não têm carisma. Ronan até começou como protagonista no neste BBB, mas perdeu força por bobagens que cometeu e só não foi eliminado por dois motivos: quando deveria ser, o paredão era falso; depois, os fãs de Ana Paula o seguraram na casa para expulsar outros participantes.

Geralda só não saiu da casa, porque, acho eu, seus colegas tinham dó de colocá-la no paredão no começo. Cacau, a criançona bobona, feliz e chorona (parece ter 10 anos de idade) chegou nesta reta final sem fazer mal (nem bem) a ninguém. E Munik também passou despercebida, mas deve ganhar o R$ 1,5 milhão na próxima semana.

Nem a atual prova do líder tem emocionado, com disputas de sorte/azar. Se fosse par ou ímpar daria na mesma, ô chatice que tem sido.

A edição tenta mostrar nesses dias o máximo que pode, como a paixonite de Ronan por Munik. Muito pouco perto das brigas que Ana Paula causava diariamente. Nesses últimos dias, última semana, vai ser difícil ver algo de emocionante acontecendo na casa. Tanto que a direção vai fazer prova do líder na terça, quinta e sábado. Com paredão e eliminação na sexta e domingo, quando conheceremos os dois finalistas. Um final chato em comparação ao frenesi do começo. Uma pena.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por