AMOR

E S T A G N A D A

deoutromundo
Author
deoutromundo

Mais um capítulo igual. Sinto que eu sou uma cronista empacada no mesmo enredo. Todos meus textos saem iguais. Os personagens até que mudam, o cenário também. Mas é sempre a mesma história, o mesmo final onde o eu lírico aceita sua solidão como algo inato, a mesma mensagem. Os mesmos agradecimentos. "À pessoa que eu achei que amei".
Eu só quero ter outras experiências. Sair da mesmice. Do combo padaria, faculdade, bar. Eu quero minhas borboletas de volta. Meu brilho no olho. Meu andar bobo. Quero gente que me queira, quero beijar na chuva, quero um futuro com alguém.
O mais irônico é que eu escrevo isso enquanto espero uma certa pessoinha responder minhas mensagens. E eu sei que eu vou clicar na notificação assim q ela invadir a tela. Vou abrir um sorriso se a pessoa me der uma migalha de atenção e continuarei minha vida.
Vou inclusive esquecer disso que eu escrevi. Até outra mensagem demorar pra ser respondida.