AMOR

O semestre que eu passei pensando em você.

deoutromundo
Author
deoutromundo

Terceiro ano do colegial: estresse, pressão, festas, viagem de formatura. Para a nossa breve história de amor juvenil, o último item foi o mais importante.
Te vi logo no segundo dia, já que seu amigo apontou pra você e disse que iria nos apresentar. Dito e feito. A partir daí só lembro da sua saliva na minha e seu corpo no meu. Foi a primeira vez que meu corpo tinha ficado tão próximo de outro corpo que dava para sentir o sangue correndo pelas suas veias. Arrepiei.
Fomos embora e deixamos nossa semana de paraíso adolescente descompromissado. Eu tinha pego seu número e você tinha pego meu interesse. A gente compartilhava inseguranças, desejos e músicas. Chegou um momento em que todas as minhas músicas favoritas me faziam pensar em ti, o que me fez concluir que eu tinha enlouquecido. (Era verdade)
As coisas desandaram. Você percebeu isso antes de mim. Eu sei que foi tudo minha culpa e que eu não deveria ter entrado em uma relação com a qual eu não sabia lidar.
Minha vida estava um porre e eu te arrastei comigo. Nossa última interação formal nunca aconteceu, no meio do caminho tinha um ataque de ansiedade. Tinha um ataque de ansiedade no meio do caminho.
Desculpa por ter sido bostinha e por não saber lidar com o mulherão da porra que você foi. E será. Não te esquecerei. (Mesmo quando você for uma advogada famosa, eu vou tentar fazer você me notar)