Textos de amor
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Textos de amor
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
    • Reportar esta pasta de histórias
Textos de amor
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Reescrevi um texto antigo

deoutromundo
há 14 dias1 visualizações

Eu sempre me orgulhei de ser uma pessoa que tira a maquiagem antes de dormir. Dessa vez não foi diferente: cheguei bêbada em casa e passei meu lenço umedecido na cara enquanto fazia xixi.
Estava quase jogando o danado fora quando ele me trouxe informações que eu estava tentando negar. Glitter. O seu glitter. Estava em mim.
Duas horas antes ele habitava suas maçãs do rosto, e apenas elas. Agora havia contaminado minha cara e eu estava vendo brilhos prateados em todo lugar...
Torci para que ninguém na festa tivesse reparado, uma vez que você tinha uma reputação a manter. Mas nós duas sabíamos e não sabíamos pouco.
Eu fiquei com um pouco de tesão: o romance proibido havia finalmente deixado marcas concretas, palpáveis e literalmente difíceis de tirar.
Segui minha vida. Aquela foi a última vez que nós ficamos, mas eu só descobri isso um tempo depois. Talvez o que me fascinou em você era o seu descaso, o que Freud acharia uma puta prova de uma infância de abandono. Não fui uma criança abandonada. Só fui uma adolescente que escrevia textos até sobre glitter no lenço demaquilante. Talvez tenha sido isso que te fascinou.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

E S T A G N A D A

Mais um capítulo igual. Sinto que eu sou uma cronista empacada no mesmo enredo. Todos meus textos saem iguais. Os personagens até que mudam, o cenário também. Mas é sempre a mesma história, o mesmo final onde o eu lírico aceita sua solidão como algo inato, a mesma mensagem. Os mesmos agradecimentos. "À pessoa que eu achei que amei".
Eu só quero ter outras experiências. Sair da mesmice. Do combo padaria, faculdade, bar. Eu quero minhas borboletas de volta. Meu brilho no olho. Meu andar bobo. Quero gente que me queira, quero beijar na chuva, quero um futuro com alguém.
O mais irônico é que eu escrevo isso enquanto espero uma certa pessoinha responder minhas mensagens. E eu sei que eu vou clicar na notificação assim q ela invadir a tela. Vou abrir um sorriso se a pessoa me der uma migalha de atenção e continuarei minha vida.
Vou inclusive esquecer disso que eu escrevi. Até outra mensagem demorar pra ser respondida.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Você leu a pasta de história
escrita por