COMPORTAMENTO

MasterChef: Com (muita) ajuda dos amigos

Diego Edu Fernandes
Autor
Diego Edu Fernandes
MasterChef: Com (muita) ajuda dos amigos

Fotos: Carlos Reinis/Band

Ninguém sabe tudo, inclusive na cozinha. Quando confrontado com o desconhecido, um caminho possível é se consultar com outras pessoas. No programa de 7 de novembro de MasterChef Profissionais, Lubyanka usou desse recurso na prova eliminatória, mas abusou um pouco da “ajuda dos universitários”, como ela mesma apelidou a tática.

Depois da prova de serviço, Pablo e Francisco foram poupados e a eliminação foi disputada pelas cozinheiras remanescentes. A missão era criar um prato que remetesse a Dubai, com vários ingredientes disponíveis. Lubyank resolveu trabalhar com lombo de cordeiro, mas no meio do caminho consultou demais os rapazes no mezanino.

MasterChef: Com (muita) ajuda dos amigos

Em uma prova tão livre, é de se espantar a postura da competidora. Tal dispositivo é mais comum e aceitável em provas mais restritas, como a reprodução de um prato consagrado. Além de perder tempo e se arriscar desnecessariamente em campos desconhecidos, Lubyanka coloca excessivamente seu destino na mão de concorrentes. Conforme a disputa aperta, a tendência natural é que essas ajudas fiquem mais rarefeitas.

A estrutura adotada pela cozinheira paraibana cobra seu preço. Ao fazer o molho que acompanharia seu prato, Lubyanka ficou em dúvida e foi falar com o mezanino. Foi aconselhada a adicionar uma nota ácida na preparação e optou pelo vinagre. Pesou a mão no ingrediente e azedou o molho. Ficou na berlinda com Monique e foi salva porque a sergipana fez um prato salgado demais e foi eliminada.

A lição desse episódio é que, quando em dúvida, é uma boa ideia pedir ajuda. Por outro lado, é uma tática mais eficiente não se colocar tanto em situações que exijam esse tipo de intervenção externa. E Lubyanka poderia criar um prato mais seguro dentro do seu perfil profissional.