OUTROS

Fanfic descendentes part 2

Camilly
Author
Camilly


Os homens jogaram Ambar dentro do carro, e foram direto para auradon

On Ambar

Eu não consegui parar de pensa na minha mãe.
E lutei o máximo que podia até chegar a ponte. Chegando lá fui jogada do carro estava lá uma garota de cabelos roxos e um garoto careta,eu disse desesperada ao garoto de azul:

----- me leve de volta minha mãe PRESCISA de mim!

-----não liga Ben e desculpa de vilã

-----Cala a boca adotada!

Me virei novamente para Ben e disse

----por favor.

-----Doug pode levar Ambar até seu dormitório?

----sim vossa majestade.

E me arrastou até o quarto .

Que lugar horrível pensei.
Então pintei as cortinas de Dark Violet

A cabeceira e envolta da cama de Black e Dark Green o guarda roupa uma metade Dark Green é do outro Dark Violet uma gaveta de preto e as alças em sequência de verde e roxo e o criado mudo da mesma forma que as gavetas. Esperei até o fim do dia secar , e todos comentando sobre mim
Grafitando vida longa ao mal nas paredes,
Andando no ferro de proteção do corredor dos armários, subindo no galho das árvores e ficar decorando feitiços aprontando com as garotas, e etc...

Certo dia eu ouvi Audrey dizendo a Ben todas as minhas travessuras e meus erros oque eu fiz com as paredes e o meu dormitório, e já que meu armário era perto do de Ben ouvi e disse alto pra todos ouvirem subi na proteção do lado de Ben e Audrey abri os braços olhei pra Audrey e disse muito alto:

-----quem não tem teto de vidro, que atire a primeira pedra!

Um silêncio e todos me olhando principalmente Audrey.

----- vai senhora perfeita eu tô esperando!

Todos olharam com cara de que estavam esperando algo, então Audrey sai correndo e eu ri da cara dela e fiz um feitiço deixando a paralisada por 23 minutos e disse:.
------ não se esqueça que eu sou podre até a alma.

3 dias depois peguei meu violão porque teria um show de talentos em auradon então era minha vez e começei a tôcar e cantar a música capitão gancho.

Se não,
Fossem as minhas malas cheias de memórias ,
Ou aquela história que faz mais de um ano,
Não fossem os danos
Não seria eu,
Se não fossem as minhas tias,
Com todos os mimos
Ou se eu menina fosse mais amada
Se não desse errado,
Não seria eu,
Se o fato
E que eu sou muito
Só seu desagrado,
Não quero ser chata
mais vou ser honesta,
Eu não oque você tem contra mim
Você pode tentar por horas
Me deixar culpada
Mais vai dar errado
Já que foi o resto da vida inteira
que me me fez assim,
Se não fosse os Ais
Se não fosse a dor,
E essa mania de lembra de tudo
Feito uma gravador,
Se não fosse deus bancando o escritor,
Se não fosse o Mickey,
E as terças feiras
E os ursos pandas,
E o andar de cima
Da primeira casa
Em que eu morei
Que dava pra chegar no morro
Só pela varanda
Se não fosse a fome,
E essas crianças,
E esse cachorro
E o Sancho pança
Se não fosse o cone
O capitão gancho não seria eu.

Todos me aplaudiram de pé,
Quando cheguei no meu quarto tinha uma carta dizendo:

Cores do quarto da Ambar

Fanfic descendentes part 2
Fanfic descendentes part 2
Fanfic descendentes part 2