NOVELA

Absurdo! Gael tira o corpo fora do caso de agressão em "O Outro Lado do Paraíso"

Autor

Através de muitas (mas muitas mesmo) cenas de agressão em sua primeira fase, "O Outro Lado do Paraíso" prestou um bom serviço ao falar sobre mulheres que apanham de companheiros. Na segunda fase da novela, a mocinha Clara (Bianca Bin) voltou com sede de vingança e um de seus alvos foi justamente o ex-marido agressor. E foi aí que a novela começou a desandar perigosamente em um assunto tão sério.

Absurdo! Gael tira o corpo fora do caso de agressão em "O Outro Lado do Paraíso"

(Reprodução/Globo)

Gael (Sergio Guizé) é um homem extremamente violento. Não só com suas companheiras, como foi o caso de Clara ou da atual Aura (Tainá Müller), mas mesmo com outras pessoas. Logo no primeiro capítulo de "O Outro Lado do Paraíso", por exemplo, o ~machão~ teve um ataquezinho de ciume doentio e ameaçou jogar Renato (Rafael Cardoso) de um penhasco. Ele só veio a ganhar uma punição na novela nessa segunda fase, quando Clara prepara uma armadilha para ser agredida e o rapaz é mandado para a cadeia.

Nas duas semanas que ficou preso, Gael perdeu os feriados com a família e a aceitação de sua namorada atual (que ficou chocada ao saber pelos outros companheiros de cela que seu amado foi preso por tentativa de estupro). Apanhou muito na cadeia, a ponto de ficar com o rosto parecido com o do Homem Elefante. Mas nos capítulos exibidos nessa semana, ele foi liberado da prisão porque não houve estupro de fato.

Até aí "tudo bem", a novela está apenas reforçando a realidade na qual as mulheres sempre acabam injustiçadas, mas a mão do autor por trás dessa história está desenhando um futuro macabro para essa história. Assim que saiu da cadeia, Gael explodiu com sua mãe Sophia (Marieta Severo) e jogou no colo dela toda a culpa das agressões. Isso mesmo que você leu, o agressor declarou que a culpa foi de sua mãe.

Gael acusou sua mãe por ter feito dele um agressor de mulheres, alegou que ele era culpado sim por ter batido, mas que ela havia tornado ele uma pessoa que comete esse tipo de barbaridade. O que a vilã da novela argumentou? Que ele é um frouxo manipulável, e que ela sempre jogou gasolina nesse sentimento dele para que Clara viesse a apanhar.  Como se fosse um fantoche.

Absurdo! Gael tira o corpo fora do caso de agressão em "O Outro Lado do Paraíso"

(Reprodução/Globo)

Mas calma, a cereja no topo do bolo do absurdo ainda está chegando. Durante a conversa com sua mãe, Gael contou que sente como se tivesse duas pessoas dentro dele, e que uma delas era a que sentia vontade de agredir. Só esse diálogo irresponsável já confirma um spoiler inacreditável que havia vazado sobre a novela: Gael teria agredido sua mulher por causa de UMA POSSESSÃOSim, segundo o que havia vazado para a imprensa televisiva, Gael agredia Clara porque estava possuído por um espírito mal. Mais pra frente da novela ele viria a ser "exorcizado" e viraria um mocinho bom para formar um casal com Clara. Agora sim você já pode se revoltar com essa história.

Não adiantou nada exibir cenas (pesadíssimas) de agressão no começo da novela, e nem a mensagem na tela dizendo alertando as telespectadoras para denunciar homens. Não adiantou nada a Globo fazer campanha pelas mulheres diante assédios sexuais. Nada... um dos principais personagens da novela jogou toda a culpa no colo da mãe e da suposta possessão espiritual por ter agido assim. Walcyr Carrasco escrever assim chega a ser irresponsável.

Absurdo! Gael tira o corpo fora do caso de agressão em "O Outro Lado do Paraíso"

(Reprodução/Globo)

Gael está passando por um tipo de redenção até comum em novelas. Em "Amor à Vida", a novela das nove anterior do autor, Félix (Mateus Solano) era o vilão que havia jogado a sobrinha recém-nascida numa caçamba de lixo por pura inveja da irmã Paloma (Paolla Oliveira). Com o tempo, o personagem foi ficando mais cômico e querido pelo público, enquanto a protagonista da novela ia sendo ignorada pela audiência. Walcyr Carrasco fez toda uma operação digna de marketeiro de político para promover Félix a mocinho da novela.

Para realizar essa transformação, Walcyr fez com que Félix sofresse muito. Essa estratégia antiga de regeneração de personagens fez com que Félix fosse expulso de casa, abandonado pela família e ficasse pobre. Já redimido, ele retornou à trama principal como o mocinho injustiçado e preterido pelo pai homofóbico. Resultado? Um dos mais queridos personagens das novelas dos últimos anos. Seu crime foi deixado de lado e nunca foi levado à polícia, apenas resolvido entre quatro paredes.

Se seguir a mesma linha, temos grandes chances do autor transformar o agressor de mulheres em apenas vítima de um espírito mau. E assim, as mulheres continuam perdendo mais uma vez essa guerra, agora na ficção.