AMOR

Essa é a cena mais emocionante entre pai e filho das novelas brasileiras

Fábio Garcia
Author
Fábio Garcia

Na minha opinião, Amor à Vida é uma novela meio ruim. Os diálogos eram didáticos demais, os personagens eram rasos e as situações da trama rodavam como um cachorro procurando o próprio rabo. Mesmo tendo essa visão bem negativa, preciso confessar que uma das cenas mais lindas que já vi numa novela foi o momento final de Amor à Vida, que é o diálogo entre Félix (Mateus Solano) e seu pai César (Antonio Fagundes).

Essa é a cena mais emocionante entre pai e filho das novelas brasileiras

(Reprodução/ TV Globo)

Uma explicação bem rápida sobre a história da novela: o doutor César era um dono de hospital renomado que tinha dois filhos, Félix e a caçula Paloma (Paolla Oliveira). O mais velho tentava de todo jeito conseguir a atenção do pai, chegou até a estudar administração para poder cuidar do hospital e reprimiu sua própria homossexualidade se casando com uma mulher porque isso seria do agrado de seu pai. Nada ajudava, Félix continuava sendo rejeitado e todo o amor paterno ia para Paloma.

Com todo o ódio nutrindo pela irmã rebelde que largou a medicina para vender miçanga no Peru (sério, isso realmente aconteceu na novela), Félix teve a oportunidade de pegar a filha recém-nascida de Paloma e jogá-la numa caçamba de lixo. A criança acabou sendo encontrada pelo chatíssimo Bruno (Malvino Salvador) e, como isso se trata de uma novela, claro que Bruno vai se apaixonar perdidamente por Paloma sem saber que ela é a mãe verdadeira da garota que encontrou na caçamba.

Félix na teoria era para ser o vilão da novela, mas algo aconteceu no meio do trajeto e o público ficou muito mais apegado a ele que pela mocinha. O autor Walcyr Carrasco então viu a necessidade de humanizar Félix: depois de ter todos os seus crimes descobertos, ele cai na pobreza e aprende uma grande lição de vida. Ele até consegue um namorado, mesmo fazendo parte de uma novela de uma sociedade tão conservadora quanto o Brasil. No arco final da trama, Paloma nem participava direito e Félix foi essencial para resgatar César, que havia ficado cego após comer cupcakes envenenados feitos pela safadíssima Aline (Vanessa Giácomo).

Essa é a cena mais emocionante entre pai e filho das novelas brasileiras

(Reprodução/ TV Globo)

O final do último capítulo estava chegando e o público brasileiro estava preocupado somente em ver se a Globo autorizaria o beijo de Félix e Niko (Thiago Fragoso), naquele que seria o primeiro beijo entre dois homens da nossa teledramaturgia. O beijo ocorreu, mas não foi nada perto do que seria a última cena da novela.

Já bem debilitado de saúde, o doutor César acabou indo morar com Félix. E todos os dias o filho dedicado ia lá para cuidar do pai, mesmo após todo aquele desprezo dos 200 e poucos capítulos da novela. E na cena final, Félix e César estão sentados lado a lado numa praia olhando o céu. Félix hesita, mas fala que ama seu pai. Após um silêncio, o doutor César diz algo que ninguém esperava ouvir durante toda a novela: "eu também te amo, meu filho". Em meio a muitas lágrimas, os dois se dão as mãos. A frase foi muito importante para a trama, porque durante todos aqueles capítulos o personagem de Antonio Fagundes NUNCA se referiu a Félix com a palavra "filho".

Essa é a cena mais emocionante entre pai e filho das novelas brasileiras

(Reprodução/ TV Globo)

Se alguém me perguntar qual a cena mais emblemática das novelas para ilustrar um Dia dos Pais, eu escolho essa de Amor à Vida sem nem pestanejar. Pais podem errar, filhos podem errar, mas no fim o que importa mesmo é o amor mútuo entre os dois.

A cena pode (e deve) ser vista no site oficial da novela, basta clicar neste link.