CURIOSIDADES

"Novo Mundo" altera um detalhe importante da Independência do Brasil

Fábio Garcia
Author
Fábio Garcia

Um dos pontos mais legais da novela "Novo Mundo" é ver os autores Thereza Falcão e Alessandro Marson misturando personalidades reais da História do Brasil com personagens fictícios. Toda a trama é feita com bastante fidelidade à nossa história, mas eles deram aquela ousada e alteraram UM DETALHEZINHO no episódio que deu na proclamação da Independência.

"Novo Mundo" altera um detalhe importante da Independência do Brasil

(Reprodução/TV Globo)

Segundo qualquer livro de História, a coisa aconteceu dessa forma: a família real Portuguesa voltou para a Europa e deixou Dom Pedro (Caio Castro) aqui no Brasil cuidando de tudo ao lado de sua esposa Leopoldina (Letícia Colin). Embora os dois não tenham convivido com os fictícios pirata Fred (Leopoldo Pacheco) e nem o maquiavélico vilão Thomas (Gabriel Braga Nunes), os dois exclusivos do universo de "Novo Mundo", Dom Pedro precisou lidar com um monte de movimentos separatistas pelo país.

A coisa estava bem feia e o príncipe precisou deixar o Rio de Janeiro nas mãos de Leopoldina enquanto ele resolvida alguns problemas em outros estados. Longe de ser apenas uma "vice-decorativa", Leopoldina tinha muita autonomia e decidiu comprar briga com Portugal.

Enquanto resolvia um desses motins separatistas em São Paulo, Pedrinho aproveitou a viagem para dar uma passadinha na casa de sua amante, a marquesa de Santos conhecida como Domitila (Agatha Moreira). Depois de curtir aquele bem-bom, decidiu voltar para o Rio de Janeiro com o intuito de encontrar sua esposa Leopoldina e pensar em novas estratégias.

"Novo Mundo" altera um detalhe importante da Independência do Brasil

(Reprodução/TV Globo)

Acontece que, ainda segundo os livros de História, Leopoldina rompeu relações com Portugal (que os livros mostram como se fosse algo fácil, tipo excluir alguém do Facebook) e pediu para um mensageiro levar uma carta para Dom Pedro proclamar a Independência. O pobre coitado foi, encontrou o príncipe regente em meio a uma dor de barriga fenomenal (isso é verdade!) às margens do Rio Ipiranga e assim Pedrinho proclamou a independência.

Na novela "Novo Mundo", uma pequena adição foi feita a essa história com o objetivo de colocar o protagonista Joaquim (Chay Suede) fazendo alguma coisa. Como seu personagem não existiu no Brasil do passado, os autores tiveram a ideia ótima de transformar Joaquim no tal mensageiro que foi levar a mensagem a Dom Pedro. Ah, também enfiaram o vilão Thomas no meio do rolê para cenas de luta, mas ele nem se envolve com a proclamação em si.

"Novo Mundo" altera um detalhe importante da Independência do Brasil

(Reprodução/ TV Globo)

A ideia de incluir Joaquim foi muito bem vinda, porque a novela mostra também a vida das pessoas mais humildes do Brasil Império, que não tiveram a chance de seus nomes aparecerem nos livros de História.

Quem sabe de existiu mesmo um Joaquim naquele tempo? Quem sabe a gente está aqui comemorando o 7 de setembro como se Dom Pedro fosse um herói quando, na verdade, o maior responsável pela independência de nosso país foi esse nobre ator de companhia de teatro mambembe que sabe lutar com espadas, treinou com os índios e resolve todos os conflitos do Brasil Império apenas com o sorriso?