NOVELA

"O Outro Lado do Paraíso" estreia com protagonista burra e mocinho agressivo

Fábio Garcia
Autor
Fábio Garcia

Depois do sucesso de "A Força do Querer", o público voltou a viciar em novelas. Resta saber se Walcyr Carrasco, autor da sucessora "O Outro Lado do Paraíso", conseguiu emplacar sua nova história com o público.

"O Outro Lado do Paraíso" estreia com protagonista burra e mocinho agressivo

(Reprodução/Globo)

"O Outro Lado do Paraíso" parte de uma premissa bem simples, bem novelona mexicana. Clara (Bianca Bin) é uma mocinha muito humilde que é professora num quilombo e será disputada pelo riquíssimo protagonista Gael (Sergio Guizé) e o médico Renato (Rafael Cardoso). Nossa experiência em décadas de novelas já nos faz prever que o médico é o malvado e Gael o mocinho que superará as diferenças sociais, mas o autor ofereceu algo um pouco mais interessante que isso.

Gael é um protagonista detestável (e olha que não é porque Sergio Guizé faz o personagem parecer um trintão com síndrome de adolescente rebelde). Ele é agressivo, grosseiro e extremamente ciumento, quase derrubando o "rival" Renato de um penhasco logo no primeiro capítulo da novela! E para dar mais raiva no público, a mocinha sonsa Clara parece ser incapaz de perceber que o seu mozão é um imbecil de marca maior e extremamente tóxico.

O que virá a seguir na novela é bem mais cruel, porque ele chegará a agredir Clara na noite de núpcias (sim, ela topou se casar com ele já no final do primeiro capítulo) e tomará outras atitudes que seriam facilmente consideradas como infrações da Lei Maria da Penha.

"O Outro Lado do Paraíso" estreia com protagonista burra e mocinho agressivo

(Reprodução/Globo)

Mocinhas songamongas à parte, como novela em si "O Outro Lado do Paraíso" cumpre seu papel muito bem. Temos personagens interessantes, vilões bem malvados (no caso estamos falando de Sophia, a mãe de Gael que não vai aceitar o casamento de seu filho com uma professora pobre... mas aí muda de ideia ao ver que ela mora em cima de um garimpo inexplorado de esmeraldas) e o texto está bem solto, diferente do que rola em outras novelas de Walcyr Carrasco. As cenas de conversa entre Sophia (Marieta Severo) e os filhos Gael e Livia (Grazi Massafera) trouxeram uma leveza de texto que poucas vezes vi o autor escrevendo.

Chama a atenção também as belas imagens captadas na região do Jalapão, no Tocantins. Cada cena diferente com os personagens era lindíssima, digna daqueles wallpapers do Windows 10! Tudo é bem bonito, e só podemos lamentar que isso deve se manter apenas na primeira fase da novela (depois o orçamento para externas sempre cai e a novela fica sempre gravada no estúdio do Projac, uma pena).

"O Outro Lado do Paraíso" parece ter potencial para ser uma boa novela e repercutir bem. Pelo menos a estreia foi o assunto mais comentado nos Trending Topics do Twitter, com direito a elogios e piadas sobre os clichês da trama:

Vamos acompanhar para ver se mantém o bom nível.