REALITY SHOW

Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"

Fábio Garcia
Author
Fábio Garcia

Um reality show precisa ser divertido para o público. Não importa o perrengue que a pessoa na televisão esteja passando, o que vale é a diversão do telespectador mesmo numa prova de resistência de muitas horas. Infelizmente, não foi isso que aconteceu na estreia do "Exathlon Brasil" na Band.

Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"

Outro dia mesmo eu falei o quanto as provas de "A Fazenda" eram longas e arrastadas, mas eu não imaginava que a Band conseguisse derrotar de lavada a chatice do reality rural. O "Exathlon Brasil" é um formato novo que a Band estreou nas noites de segunda-feira para ver se consegue alguns valiosos pontos de audiência, aproveitando o fim da novela "Os Dias Eram Assim". O conceito do reality é o seguinte: foram reunidos 10 atletas famosos e 10 anônimos na República Dominicana e eles precisam passar por provas de força e coragem numa espécie de aula de CrossFit televisionada.

A ideia é até interessante, misturando o ambiente paradisíaco de um "No Limite" (da Globo) com competições ferozes como no "The Ultimate Beastmaster" (reality da Netflix, muito bom por sinal), mas a Band conseguiu a proeza de transformar seu programa numa longa prova de resistência para o público, testando a paciência de quem decidiu acompanhar o novo reality show.

Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"

Divididos em dois times de 10 competidores, eles se enfrentaram um a um num circuito que envolvia gincanas bem parecidas com as provas do "Passa ou Repassa" (mas com trilha sonora hardcore) e ganhava o time que chegasse primeiro a dez vitórias. O problema foi que essa prova durou UMA HORA E MEIA, porque alguém na Band achou que seria muito legal se a gente assistisse integralmente às 14 vezes que a prova foi realizada. O "Exathlon Brasil" foi tão desgastante e longo que suspeito que rolou uma greve com os editores da Band e eles transmitiram a fita sem qualquer corte para reivindicar suas demandas.

Se a Band queria virar assunto nas redes sociais, ela conseguiu. Infelizmente, o que predominou foi gente mostrando o quanto estava chato acompanhar este programa:

Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"
Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"
Somente uma greve de editores explica a estreia chata do "Exathlon Brasil"

Depois disso, nunca mais critico que o "MasterChef Brasil" acaba no meio da madrugada porque pelo menos no reality culinário acontece alguma coisa e há um trabalho mínimo de edição.