OUTROS

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

Fábio Hecico
Yazar
Fábio Hecico


O Carolina Panthers faz neste domingo o jogo mais importante de sua história. Pela primeira vez na vida Charlotte receberá a decisão da NFC, diante do Arizona Cardinals. Mas na sexta-feira um adversário inesperado colocou o palco do jogo em xeque: a nevasca provocada pela tempestade Jonas deixou o estádio impraticável. Surgiram, então, os heróis anônimos.

Cientes de que não teriam como deixar o Bank of American Stadium em totais condições em tão pouco tempo, administradores do estádio ganharam, em 24 horas, mão de obra especializada em neve dos fãs dos Panthers. Um grupo de aproximadamente 20 pessoas ajudou a remover toda aquela camada branca e a cobrir o gramado. Só vão descobrir neste domingo, por volta do meio dia, quando um sol gelado promete evitar que neve novamente em Charlotte.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

"Nós vivemos em uma comunidade grande. Temos um monte de pessoas que querem nos ajudar", festejou Scott Paul, diretor executivo de operações do estádio. "Nós apenas queremos agradecê-los por tudo o que fizeram ao longo dos últimos dias para deixar o estádio pronto para os nossos fãs."

Obviamente que os heróis foram devidamente fotografados e serão eternizados nos clube. Além dos jogadores, também viraram ídolos.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

Os assentos do estádio também ganharam atenção especial. Tudo para o bem estar dos torcedores e para que Charlotte viva um dia marcante diante do perigoso Arizona Cardinals.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

E, de preferência, sem neve. No dia 10 de janeiro, os já eliminados Minnesota Vikings e Seattle Seawalks encararam seis graus negativos em Minneapolis, no terceiro jogo mais frio da história.