Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões


A temporada começa nesta quarta-feira para alguns clubes e no fim de semana para a maioria com o pontapé inicial dos Estaduais. E, antes mesmo de a bola rolar, um problema já aflige os treinadores: as contusões.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Jogadores importantes para alguns, e que buscariam a volta por cima para outros, terão de esperar um pouco mais para mostrar serviço por causa daqueles lesões indesejadas de começo de temporada. 

Depois de se gabar por conseguir manter o elenco de 2015 e, portanto, largar na frente da concorrência, o Atlético-MG, de uma só vez, perdeu o titular e o possível reserva de seu ataque.

Luan, o motorzinho ofensivo do Galo, sofre com uma tendinite e já está descartado diante do Flamengo na estreia da Liga. Tudo bem, pensou Aguirre, imaginando escalar Carlos.

Pois o jovem rompeu os ligamentos do tornozelo e para por três meses. Vai ter de improvisar o ala Patric na frente.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Entre os paulistas, a situação se repete. Clayton Xavier era apontado como a peça ideal para armar o Palmeiras. Após tratamento intensivo em lesões musculares do fim de 2015, ele retomou os trabalhos, estava empolgado e... nova contusão.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Serão mais oito semanas em tratamento de uma grave lesão na panturrilha sofrida na pré-temporada em Itu. Assim como ele, Edu Dracena e Victor Hugo têm problemas musculares.

No Corinthians, com a saída de muitos titulares, Tite imaginava fazer testes para encontrar um novo ataque. Rildo, que ganhou a posição de Malcom no fim de 2015, mas se machucou com só três minutos em campo estava entusiasmo. Era a chance da redenção.

Porém, o atacante voltou a ter problemas no ombro operado, agora uma infecção, e passará por nova cirurgia.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

No Santos, a expectativa era largar na temporada com David Braz liderando a defesa. Mas a lesão muscular de grau três na coxa vai adiar a estreia do zagueiro no ano.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Outro xerifão fora de combate neste início de ano é Ernando, do Internacional. Titular absoluto de Argel, ele trata de uma lesão muscular na panturrilha direita sofrida nos Estados Unidos.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Já o rival Grêmio tem problemas na criação das jogadas. Giuliano, destaque no ano passado, sofreu uma fascite plantar no pé esquerdo em amistoso com o Danúbio e virou problema para Roger Machado.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Menos grave, mas que também custará ao menos um jogo é a infecção urinária do zagueiro Marlon, no Fluminense. Ele já não enfrenta o Atlético-PR, na Primeira Liga.

No Flamengo, a luta é para contar logo com Ederson, tratando de contusão no ligamento do joelho.

O caso mais grave é o do XV de Piracicaba. O clube estava feliz com a contratação de Canavarros, que se destacava nos treinos. De repente, o jogador tem um mal súbito no trabalho no Barão de Serra Negra e é levado às pressas ao hospital.

Um ataque cardíaco é diagnosticado e a carreira do jogador agora corre risco. Ele está fora de perigo.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Nem bem o ano da bola começou e os médicos já trabalham feito loucos. A temporada promete ser dura. 

#futebol #esportes

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

Fábio Hecico
há 2 anos2 visualizações

O Ituano conquistou o Paulistão em 2014. Bragantino, São Caetano e Inter de Limeira também conseguiram tal feito. No sábado começa mais uma edição do charmoso estadual e tenho uma dúvida: conseguirão os times do interior desbancar os favoritos Palmeiras, Santos, Corinthians e São Paulo?

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Vale ressaltar que o Trio de Ferro estará com a cabeça na Libertadores e usará o estadual numa espécie de laboratório, para ganhar entrosamento, ritmo. O Santos, portanto, surgiria como força maior.

Como sempre acontece, os pequenos saem às compras para não fazer feio no Paulista. E vez ou outra acertam na montagem de elenco. Ponte Preta e Ituano seriam os mais fortes candidatos. Mas XV de Piracicaba, Novorizontino, Red Bull Brasil e Botafogo de Ribeirão Preto estão empolgados.

Merecem mesmo tal empolgação? A Ponte, time de Série A de Brasileiro, renovou seu time. Entre os reforços, Wellington Paulista, Nino Paraíba, Taiberson.... Fará novo mata-mata duro como em 2015 com o Corinthians?

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

O Ituano, que desbancou o Santos na final de 2014 não terá caras conhecidas. Mas promete ser forte. A direção trouxe jogadores que foram bem na Série B di Brasileiro e promete fazer bonito.

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

Foram contratações para todas as posições e nos jogos-treinos, duas vitórias. Vamos ver.

De volta ao Paulistão, o Novorizontino será liderado em campo por Richarlyson, mas terá Jeci, Pedro Carmona e Raylan, que já marcou duas vezes diante do Palmeiras.

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

O XV de Piracicaba montou um novo elenco. Foram impressionantes 22 aquisições. Dentre eles, o filho do pentacampeão Rivaldo, o Rivaldinho.

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?
Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

Artilheiro das categorias de base do Santos, Stéfano Yuri defenderá as cores do Botafogo. O atacante chega para ser o goleador da Pantera. O volante rodado Moradei será a voz de comando de Marcelo Veiga em campo.

Times do interior paulista podem desafiar e hegemonia dos grandes?

Com seis rebaixamentos, os clubes do interior garantem que não farão feio. Além dos citados ainda teremos Ferroviária, São Bento, Oeste, Audax, Rio Claro, Capivariano, São Bernardo, Água Santa, Mogi Mirim e Linense.

Em quem você aposta?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por