Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...

Fábio Hecico
há 2 anos1 visualizações

Feriado prolongado com data FIFA é a oportunidade de vermos bons jogos entre seleções e como andam os atletas brasileiros. Mas acho que ninguém ficou muito satisfeito com o que os comandados de Dunga apresentaram diante do Uruguai num empate muito mequetrefe. Tudo bem, temos uma galera naturalizada que honrou o nosso país em outros campos.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A começar pela vitória da Bulgária em plena visita a Portugal. Quem imaginaria que os visitantes deixariam Cristiano Ronaldo com cara de bobo? Foi assim que ele ficou após o apito final.

Por duas razões. Mais uma vez desperdiçou um pênalti na carreira e pelo fato de Marcelinho, um amazonense arretado, ter anotado o gol do triunfo búlgaro.

Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...

Aos 31 anos, já passando da hora, Marcelinho fez sua estreia de gala pela equipe de Budapeste.

Itália e Espanha, em Údine, foi um clássico europeu bonito de se ver. E falado não apenas por dois idiomas.

Nunca na história neste planeta apaixonado por uma bola, se viu tanto brasileiro titular em confronto de europeus. Do lado italiano, o prestigiado Thiago Motta no meio e o novato atacante Eder.

Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...
Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...

No esquadrão hispânico, Thiago Alcântara, filho de Mazinho, é quem auxiliava na meia cancha. E olha que Vicente Del Bosque não pôde contar com os gols e a polêmica de Diego Costa, machucado.

Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...

Além do trio, antes do apito final, a Azzurra ainda viu um tiquinho do futebol do meia Jorginho, do Napoli. O jogador de 24 anos entrou no apagar das luzes, mas também nos representou.

E pode ter mais tempo de jogo na terça-feira diante da Alemanha, em novo amistoso. Conte observa quem levará para a Eurocopa da França.

Revelado no Goiás e com passagem pelo Santos, o meia Rodrigo Tabata fez sua estreia no Catar com participação nos dois gols sobre Hong Kong pelas Eliminatórias Asiáticas. Foi só um jogo, mas o brasileiro já virou ídolo catari.

Neste sábado à Rússia enfrenta a Lituânia e é possível que o goleiro Guilherme, revelado no Atlético-PR, faça sua estreia. Ele está ansioso, já pensa na Eurocopa e anda decorando o hino russo.

Brasileiros se destacam na seleção. Da Bulgária, Itália, Espanha, Catar...

Foi apenas um aperitivo, pois ainda temos representante na Bélgica, Croácia, uma seleção praticante inteira no Timor Leste, entre outros.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

Fábio Hecico
há 2 anos1 visualizações

Leandro Niehues é mais uma vítima do amadorismo de dirigentes de futebol. O treinador foi demitido do Vila Nova-GO após empate sem gols com o Gama na Copa Verde. Foram apenas 13 dias de trabalho no clube e a queda com somente uma derrota em quatro jogo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Precipitação? Decepção? Briga? Os dirigentes não explicaram a troca de comando. Preferiram divulgar uma nota falando que o baixo rendimento custou o emprego de Niehues, de 42 anos.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

O treinador que chegou sob intensos elogios da diretoria e com promessa de que tinha tudo para emplacar em Goiânia, sai chutado sem ter tempo para mostrar trabalho.

Como ele, veja outros técnicos relâmpagos em clubes do Brasil que ainda prega o profissionalismo.

1 - Junior, Corinthians

Ídolo dos flamenguistas, o ex-lateral Junior ficou apenas dois jogos no comando do Corinthians em 2003. Depois de estreia com 2a1 sobre o Vitória em Salvador, ele ficou assustado com a repercussão da derrota por 3 a 0 para o São Paulo e pediu o boné se mandando para o Rio.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

2 - Doriva, São Paulo

O técnico Doriva durou apenas 33 dias no comando do São Paulo. Caiu após derrota para o Cruzeiro. Foram somente sete jogos, com quatro derrotas no comando do time do Morumbi.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

3 - Roque Junior, XV de Piracicaba

A estreia do pentacampeão Roque Junior na carreira de treinador foi mais curta que ele imaginava. Com início ruim no Paulistão, ele acabou demitido do XV de Piracicaba após apenas seis rodadas. Saiu e o time, até hoje, não deixou a zona de rebaixamento.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

4 - Vinícius Eutrópio, Ponte Preta

O empate por 1 a 1 com o Botafogo custou o emprego de Vinícius Eutrópio na Ponte Preta. O comandante fez toda a pré-temporada, indicou os reforços e caiu após apenas 4 jogos, todos sem vitórias.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

5 - Carlos Alberto Silva, Corinthians

Três amistosos e nenhum jogo oficial. Assim foi a passagem de Carlos Alberto Silva pelo Corinthians em 1991. Um proposta milionária do Porto abreviou sua jornada em São Paulo.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

6 - Flávio Murtosa, Palmeiras

Pentacampeão mundial como auxiliar de Felipão na seleção, Murtosa foi se arriscar como treinador do Palmeiras no Brasileirão de 2002. Deu lugar a Luxemburgo após só quatro jogos, ou 20 dias.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

7 - Vágner Mancini, Grêmio

Uma das grandes injustiças do futebol aconteceu com Vágner Mancini no Grêmio. Foram só seis jogos antes de dar lugar a Celso Roth em 2008. Mas a queda veio após quatro vitórias e dois empates, ou seja, invicto.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

8 - Mário Sérgio, Botafogo

Três derrotas em 10 dias e Mário Sérgio deu adeus ao Botafogo sem deixar saudade em 2007. Saiu com medo de um fracasso histórico no Rio de Janeiro.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

9 - Celso Roth, Vasco

O risco de ter um rebaixamento no currículo fez Celso Roth abandonar o Vasco em 2010. O treinador gaúcho trocou o Rio por Porto Alegre após só cinco jogos pelo cruzmaltino, com só uma vitória.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

10 - Antônio Lopes, América-MG

O delegado Antônio Lopes ficou só 20 dias no América Mineiro em 2011. Após quatro tropeços, alegou problemas particulares e 'fugiu' de Belo Horizonte.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos
Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por