Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

Fábio Hecico
há 2 anos5 visualizações

Sonny, personagem de Adam Sandler, era um cara sossegado que só queria curtir a vida. Até seu mundo mudar e ele 'ganhar' a responsabilidade de cuidar do menino Julian, de cinco anos. A ficção inspira a realidade e hoje em dia quem 'interpreta' com louvor o Paizão, comédia de sucesso de 1999, é o astro Cristiano Ronaldo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Jogador acostumado a ficar com belas mulheres, dono de belos carrões de luxo e milionário, o português do Real Madrid não tem mais tempo para curtição como Sonny. Sua vida mudou drasticamente em 2010 quando ele realizou o sonho de ser pai e seu coração agora é todo de Cristianinho, também de cinco anos, como Julian no filme.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

Fazendo o papel de pai e mãe, Cristiano Ronaldo dedica todo o tempo ao herdeiro. Das coisas mais simples, como levá-lo e buscá-lo na escola, quer estar sempre presente na vida do menino. O amor que por vezes não teve do pai, José Dinis, morto quando era adolescente por complicações devido ao alcoolismo, ele dedicará a Cristianinho.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

A promessa é a de vida simples, apesar do luxo que os cercam. Tudo, obviamente, registrado. O pai coruja faz questão de exibir cada passo do filho, que procura imitá-lo em quase tudo. Das roupas aos óculos escuros, passando por chapéus e caras e bocas idênticas ao pai.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real
Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

"Ele vai ser o que quiser da vida", adianta CR7. Mas será mesmo? Num papo descontraído deitados na cama, o português ouve do pequeno que ele quer ser goleiro. " Goleiro? Você está de brincadeira", espanta-se o vilão dos camisas 1. O ídolo de Cristianinho no futebol também não anima muita a família Aveiro. O jovenzinho é fã de Lionel Messi.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

Ronaldo tem guarda plena de Júnior. E não pensa em revelar, por enquanto quem é sua mãe. Preserva a identidade da moça. Sabe-se apenas que ele nasceu em Los Angeles. "Na hora certa ele saberá."

Por enquanto, a "mãe" de Cristianinho é Dolores Aveiro, sua avó paterna, que auxilia Ronaldo na criação e educação do garoto.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

Jogador de futebol, CR7 sofre com as viagens e concentrações. Os jogos em Madri, contudo,às vezes terminam com momentos fofos. Cristianinho já invadiu as coletivas do pai famoso vestido de Super Homem e uma vez cortou sua resposta e perguntou: pai, hoje eu posso dormir com você? "Claro que vai dormir comigo".

Ronaldo faz questão do dormir com seu xodó, o mima com muitos brinquedos no dia de Reis, o Natal dos espanhóis, e até exercícios fazem juntos.

Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real
Cristiano Ronaldo 'interpreta' o paizão na vida real

É ou não é um verdadeiro Paizão?

#futebol #CR7 #cristianoronaldo

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Fábio Hecico
há 2 anos2 visualizações


Um é pouco, dois é bom e três... é o ideal para se montar um time vencedor na NBA. Não entendeu? Muitas equipes da Liga contam com grandes jogadores, duplas fantásticas, mas os times de destaque são aqueles que têm um trio ofensivo de peso.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Daí vem o diferencial do Golden State Warriors, atual campeão e melhor da temporada, do San Antonio Spurs, segunda campanha, e do Cleveland Cavaliers, vice-campeão e atualmente com o terceiro melhor desempenho.

As três equipes dividem o favoritismo ao título nas bolsas de apostas. Poucos ousam dizer que daí não sai o campeão.

Draymond Green, Stephen Curry e Klay Thompson vêm fazendo a diferença no Golden State desde o ano passado. E nada de ciúmes. Um completa o outro e, melhor, quando alguém está em noite infeliz, outro se sobressai.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Curry ainda é o craque do time. O rei das cestas de três já anotou 1351 pontos na temporada. Thompson colaborou com outros 985. Green é o dono do garrafão com 445 rebotes.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

O Golden State teve outro trio que marcou história na NBA com Chris Mullin, Mitch Richmond e Tim Hardaway brilhando no título de 1990/91.

Derrotados na decisão do ano passado pelos Warriors, o Cleveland carrega o sentimento de vingança. No primeiro reencontro após a final apanhou.

Agora, acreditam que numa possível nova disputa de taça não deixarão o anel escapar. LeBron James, Kevin Love e Kyrie Irving estão jogando o fino da bola e carregando a equipe a novo playoff de braçadas.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Nesta segunda-feira, o Big Three combinou com 68 pontos para o Cleveland acabar com um tabu de seis anos sem vitórias na casa do Indiana Pacers: 111 a 106.

LeBron é o cestinha da equipe com 1145 pontos (fez 24 nos Pacers), Irving jogou só meia temporada, mas já se destaca na armação. Sempre recebendo conselhos do camisa 23. Love é um gigante na defesa, com 498 rebotes, e também no ataque, com 758 pontos.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

O tridente Tim Duncan, Manu Ginóbilli e Tony Parker se tornou o mais vencedor da história da NBA no começo da temporada quando atingiram o 541° triunfo.

A favor deles na reta final, o fato de terem sido poupados em vários jogos para estarem 'inteiros' nos playoffs.

Duncan jogou só 37 jogos e, mesmo assim, capturou 279 rebotes. Ginóbilli melhorou nos últimos jogos e Parker é quem faz a transição defesa/ataque.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Juntos há muito tempo, eles colaboraram com grandeza na conquista de 2014 e agora buscam a 'aposentadoria' do trio com novo anel. Ainda não está confirmado, mas Duncan, no 19° ano de Liga, pode dizer adeus após o campeonato.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Os veteranos de San Antônio desbancaram nada menos que Larry Bird, Kevin McHale e Robert Parish,  do poderoso Boston Celtics dos anos 80.

Boston que ainda iria brilhar com Ray Allen, Kevin Garnett e Paul Pierce.

Warriors, Cavaliers e Spurs. Na NBA, manda quem tem um Big Three

Tentando desbancar os favoritos, o Oklahoma podia encontrar mais um parceiro para Russell Westbrook e Kevin Durant, e os Rockets completarem a parceria de James Harden e Dwight Howard. Só com duplas fica complicado ganhar um título. Sorte de poucos, azar da maioria.

#nba #basquete #bigthree

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por