Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Dele Alli faz gol de causar inveja em Neymar, Messi, Ronaldo... Puskas nele

Fábio Hecico
há 2 anos2 visualizações

O ano nem bem começou e já ouso dizer que vi o gol mais bonito de seus 366 dias (2016 é ano bissexto). Uma pintura de causar inveja nos grandes craques do mundo da bola. Sinceramente, duvido que Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo, entre outros, não aplaudiriam de pé o que Dele Alli fez pelo Tottenham diante do Crystal Palace.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Dele Alli faz gol de causar inveja em Neymar, Messi,  Ronaldo... Puskas nele


O jovem de apenas 19 anos anotou um gol digno de prêmio Puskas. Daquele para se repetir em todos os canais esportivos por anos e anos. Golaço daqueles que marcam. Que não saem da memória. Mas será que terá a proporção que merece vindo de garoto ainda desconhecido do mundo da bola?

Vale lembrar que o Puskas é escolhido por votação popular e dificilmente se desbanca um brasileiro caso ele seja indicado. Com todo respeito a Wendell Lira, o vencedor de 2015, mas na lista dos 10 indicados havia obra melhor.

Dele Alli faz gol de causar inveja em Neymar, Messi,  Ronaldo... Puskas nele


E já podemos alertar Dele Alli que ele certamente terá Neymar entre seus adversários do Puskas deste ano. Isso, claro, se não endeusarem a obra prima do brasileiro (ao estilo Dele Alli, também deu chapéu, girou e acertou belo chute a gol, mas de dentro da área) e se esquecerem do seu belo gol.


Claro que é um risco desafiar grandes craques mundiais com muitos meses e campeonatos por vir. E é óbvio que muitos narradores ainda vão gritar 'golaço'.

Mas não é qualquer um que marca após dar chapéu, um drible complicado de se fazer com a bola em velocidade, vindo de passe pelo alto, depois fazer o giro e acertar o chute de primeira. Ainda mais com a competitividade do futebol atual.

O grau de dificuldade do lance de Dele Alli joga a seu favor. Desde já só podemos agradecê-lo pela obra prima. Que outros venham, para delírio dos fãs do futebol.

Dele Alli faz gol de causar inveja em Neymar, Messi,  Ronaldo... Puskas nele

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

Fábio Hecico
há 2 anos8 visualizações


O Carolina Panthers faz neste domingo o jogo mais importante de sua história. Pela primeira vez na vida Charlotte receberá a decisão da NFC, diante do Arizona Cardinals. Mas na sexta-feira um adversário inesperado colocou o palco do jogo em xeque: a nevasca provocada pela tempestade Jonas deixou o estádio impraticável. Surgiram, então, os heróis anônimos.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Cientes de que não teriam como deixar o Bank of American Stadium em totais condições em tão pouco tempo, administradores do estádio ganharam, em 24 horas, mão de obra especializada em neve dos fãs dos Panthers. Um grupo de aproximadamente 20 pessoas ajudou a remover toda aquela camada branca e a cobrir o gramado. Só vão descobrir neste domingo, por volta do meio dia, quando um sol gelado promete evitar que neve novamente em Charlotte.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

"Nós vivemos em uma comunidade grande. Temos um monte de pessoas que querem nos ajudar", festejou Scott Paul, diretor executivo de operações do estádio. "Nós apenas queremos agradecê-los por tudo o que fizeram ao longo dos últimos dias para deixar o estádio pronto para os nossos fãs."

Obviamente que os heróis foram devidamente fotografados e serão eternizados nos clube. Além dos jogadores, também viraram ídolos.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

Os assentos do estádio também ganharam atenção especial. Tudo para o bem estar dos torcedores e para que Charlotte viva um dia marcante diante do perigoso Arizona Cardinals.

Antes da final, Panthers ganham heróis da comunidade na luta contra a neve

E, de preferência, sem neve. No dia 10 de janeiro, os já eliminados Minnesota Vikings e Seattle Seawalks encararam seis graus negativos em Minneapolis, no terceiro jogo mais frio da história.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por