Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Em busca de marca dos Bulls de Jordan, Spurs e Warriors têm arenas assustadoras

Golden State Warriors e San Antonio Spurs lideram com folga a temporada da NBA. Mas, além dos elencos recheados de astros, os times carregam um diferencial: suas arenas são assustadoras aos oponenentes. Ganhar no AT&T Center, dos texanos, ou no Oracle Arena, dos campeões, é algo complicado e ainda inédito na temporada.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Em busca de marca dos Bulls de Jordan, Spurs e Warriors têm arenas assustadoras

Com o apoio caloroso de suas torcidas, os candidatos à final da Conferência Oeste (daí deve sair o campeão da NBA) esperam superar as 44 vitórias seguidas que o Chicago Bulls das temporadas 94/95 e 95/96 com o astro Michael Jordan e o lendário Phil Jackson no comando conquistaram.

A missão ainda está longe de acontecer. Mas não é impossível pelo grande desempenho apresentado pela dupla. É um show atrás do outro. Os Warriors, atuais campeões, somam 35 triunfos seguidos, diante de 30 dos Spurs.

Com a temporada quase em sua metade, os Spurs passaram por cima de todos que viajaram até o Texas. São 21 vitórias na temporada, igualando a marca dos Rockets de 85/86 e atrás apenas do Portland de 77/78 (ganhou 26 seguidas).

E a expectativa é boa, já que além de jogar bem,conta com a superstição. Um morcego invadiu a quadra dia desses. Já havia feito em 2009 quando o time engatou série de vitórias. Dizem que ele trás sorte. Por enquanto, os Spurs somaram dois títulos em sua casa: 2003 e 2005. Buscará nova marca agora? Vamos esperar.

Quem surge embalado para desbancar os Bulls mesmo é o Golden State.A equipe fechou a campanha do título no ano passado com 18 vitórias seguidas em casa. Agora, são outras 17. Algo normal?

Sim, mas o fato é: quem foi à Oracle Arena em 2015/2016, voltou para casa com prejuízo de no mínimo 100 pontos na conta, além da derrota. Stephen Curry e cia. estão atropelando quem veem pela frente. A pressão dos quase 20 mil torcedores por jogo deixa o time bem ligado.

Para desbancar os Bulls, entretanto, os Warriors terão de mostrar todo seu poder em série caseira detirar o fôlego.

No caminho do recorde aparecem Miami Heat, Los Angeles Lakers, Indiana Pacers, San Antonio Spurs, Dallas Mavericks (quebrou sua invencibilidade no 25º jogo), Oklahoma City Thunder duas vezes, Houston Rockets, Atlanta Hawks e Orlando Magic. Façam suas apostas enquanto os Spurs correm por fora.

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

José Mourinho se autointitulou ‘the special one’ numa entrevista na Inglaterra há pouco mais de dois anos. Adora o apelido. Em outubro, gozando dos títulos do Campeonato Inglês e da Copa da Liga Inglesa, o português ainda viu a Fifa divulgar seu nome entre os 10 candidatos a melhor técnico de 2015 - eleição na próxima semana. Mas seu prestígio caiu, ele se desentendeu com jogadores dos Blues, foi boicotado, virou o ano desempregado e não figura entre os mais bem cotados da IFFHS.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Em lista divulgada esta semana pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol não há o nome do português entre os 10 escolhidos. Na 20ª edição do prêmio, Mourinho está abaixo da 10ª colocação pela primeira vez na última década. Logo ele que já apareceu no topo quatro vezes (2004, 2005, 2010 e 2012).

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

O topo, mais do que merecido, pertence ao técnico do Barcelona, Luis Enrique. Não há o que contestar para quem ganhou a quíntupla coroa em 2015. Sob a direção do ex-jogador espanhol, os catalães deram volta olímpica pelo Campeonato Espanhol, a Copa do Rei, a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes da Fifa.

Em segundo, vem o campeão de 2009 e 2011, Pep Guardiola, por seu belo trabalho no Bayern de Munique. Também nada para se contestar. Além da grife de ser um dos treinadores mais vencedores, ele ganhou o Campeonato Alemão com extrema facilidade e foi bem na Champions League.

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

Massimiliano Allegri conduziu a Juventus ao tetracampeonato italiano, ergueu as taças da Copa Itália e da Supercopa. Ficou com o vice da Europa. Uma medalha de bronze que até poderia ter sido de prata.

Na América do Sul, o campeão da Libertadores Marcelo Gallardo, com 33 pontos, figurou na quinta colocação. Talvez tenha ganhado votos por ir à decisão do Mundial com o Barcelona.

A lista premia, ainda, os técnicos que foram bem na Liga Europa: Unai Emeny, campeão com o Sevilla, Miron Markevic, vice com o Dnipro, e Dieter Hecking, terceiro com o Wolfsburg.

Laurent Blanc foi reconhecido pelo que faz no PSG e Diego Simeone pelo trabalho competitivo no líder da Espanha, o Atlético de Madrid. Carlo Ancelotti não merecia estar entre os 10. Ficou no Real Madrid só até maio e não ganhou nada.

OS 10 MELHORES TREINADORES DA IFFHS

1º Luis Enrique (Barcelona) - 165 pontos

2º Pep Guardiola (Bayern de Munique) - 86 pontos

3º Massimiliano Allegri (Juventus ) - 43 pontos

4º Unai Emeny (sevilla) - 39 pontos

5º Marcelo Gallardo (River Plate) - 33 pontos

6º Carlo Ancelotti (Real Madrid) - 19 pontos

7º Diego Simeone (Atlético de Madrid) - 12 pontos

8º Dieter Hecking (wolfsburg) - 6 pontos

9º Laurent Blanc (PSG) - 5 pontos

10º Miron Markevic (Dnipro) - 4 pontos

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por