Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

Torcedor de futebol é engraçado. Reclama do recesso do futebol nos meses de dezembro e janeiro e quando a bola rola para valer onde estão? Neste fim de semana os estaduais começaram e a maioria dos estádios estava às moscas. No Rio, parece que foram dias de praia. Santistas e são- paulinos também decepcionaram e gigantes mineiros jogaram para pouco mais de 15 mil.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

Apontado como o mais charmoso estadual do País, com disputas de taças Rio e Guanabara, o carioca parece decepcionado com seus clubes. A soma dos jogos dos quatros grandes do estado deu apenas 17.301 pagantes, uma vergonha.

Palmeiras e Botafogo, em Ribeirão Preto, por exemplo, registrou 18.635 pagantes. O sucesso da rodada ficou com Corinthians 1 x 0 XV de Piracicaba - 30.945 pagantes, muitos que só estavam ali por causa da venda,antecipada ainda 2015, já que o atual time é decepcionante.

Recém promovido à Série A do Brasileiro, o Botafogo tinha tudo para estar de bem com a vida com seu torcedor. Será? Ainda desconfiado com a falta de nomes de impacto, apenas 1.647 testemunhas pagaram para ver os 2 a 0 no Bangu em São Januário.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

Pior ainda fez o Fluminense. Ainda sem vitórias no ano, o Tricolor foi abandonado. Apenas 1.531 ousaram ir ao Raulino Oliveira. Saíram revoltados com outra derrota, agora para o Volta Redonda, por 3 a 1. Eduardo Baptista já balança e pode ser o primeiro técnico de muitos na temporada a ser demitido.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

A massa rubro-negra foi outra a decepcionar. O time vinha de ótimo 2 a 0 no Atlético em Belo Horizonte e tinha tudo para lotar Edson Passos diante do Boavista. Foram só 6.218 presentes e um empate sem graça por 1 a 1.

O público da rodada, ainda que aquém do esperado, foi para Vasco 4 x 1 Madureira. 7.905 aplaudiram o show de Nenê e cia. Justamente o clube rebaixado no Nacional ganhou mais apoio.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

O Santos vive com projetos de um estádio novo, moderno e para ao menos 35 mil torcedores. Precisa? A Vila Belmiro nunca enche. Diante do São Bernardo, sábado, o público foi de 9.341 pagantes.

Com metade da capacidade ocupada, o campeão estadual largou com tropeço de 1 a 1. Sem ninguém num dia normal, imagine no sábado de carnaval, às 11 horas.

O novo São Paulo de Edgardo Bauza também parece ainda não mexer com a torcida. Só 5.606 viram o patê por 1 a 1 com o Red Bull no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

O Cruzeiro contratou uma legião de gringos e convocou os torcedores para festa no Mineirão diante da URT.

Imaginava uma 40 mil na estreia em casa. Teve de se contentar com empate sem gols e 15.397 nas arquibancadas. Quase a mesma quantidade do Parque do Sabiá para Uberlândia 0 x 1 Atlético-MG.

Estaduais começam e torcedores decepcionam. Cariocas preferiram a praia

Outro estádio gigante em Minas_com capacidade para 53 mil pessoas, o Parque do Sabiá hospedou 15.223 pessoas. De nada adiantou a venda antecipada.

O Grêmio estreou em Pelotas, com 3 a 1 no Brasil, mas o público não foi divulgado. Internacional x Ypiranga foi adiado para o sábado de Carnaval por causa das chuvas.

Nem bem o ano começou e já há dirigente preocupado com as arenas vazias. Também com ingressos caros e times sem graça, a história não poderia ser diferente. Só o amor aos clubes não é o bastante para casas cheias. Infelizmente.

Só como comparativo, o Barcelona registrou no sábado o recorde de público no Camp Nou na temporada: 94.990 pessoas. Quanta inveja.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Fábio Hecico
há 2 anos4 visualizações

Dinheiro não falta. Com belo aporte chinês e uma fortuna investida por seu grande acionista, o sheik Mansour, o Manchester City faz de tudo para se tornar uma potência mundial. Nos últimos anos, sem sucesso. Depois de alguns planos frustrados, a direção revolveu apostar nos melhores e anunciou o técnico multi campeão Pep Guardiola.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Com o treinador mais cobiçado do mercado, os Citizens apostam que finalmente terão força para desbancar os poderosos do futebol e 'dominar o mundo'.

Há tempos que o sonho é erguer a Champions League. São contratações e mais contratações, sem se importar com dinheiro, mas planos sempre frustrados. O City parece tremer na competição. Quedas na primeira fase ou logo nos mata-matas das oitavas.

A fama de amarelão promete estar com os dias contados. É o que imagina o sheik Mansour, cansado dos vexames.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Ao buscar Guardiola, dono de 17 títulos no comando do Barcelona, sendo duas Champions e um Mundial, e outras seis taças no Bayern de Munique, onde também ganhou o mundo, o poderoso investidor acredita que o Manchester City será o time do planeta.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

O treinador espanhol chega com carta branca para indicar reforços e já pediu a contratação do brasileiro Neymar. Messi, Pogba, Piqué e Alabá, todos já dirigidos por ele, completam a lista.

O treinador é ótimo. Mas com essas indicações qualquer um ganharia o mundo. O City já tem em seu elencos grandes jogadores, como Hart, David Silva, De Bruyne, Yaya Touré e Aguero. Os títulos seriam questão de tempo.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Agora é esperar o começo da próxima temporada, quando Guardiola assume, e ver o quanto o clube conseguirá atendê-lo. O mercado internacional promete ferver no meio do ano.

A nova era Guardiola será realmente poderosa? Não acredito.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por