Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Quanta covardia. Torcida invade o campo no Congo e bate em árbitro indefeso

Fábio Hecico
há 2 anos9 visualizações

Ele correu, e como correu. Mas de nada adiantou. Um golpe certeiro e acabou caindo. Para seu desespero, uma multidão se aproximou e ele acabou sofrendo todo o time de golpe possível: chutes, pisões, socos. Bandido? Sequestrador? Não, se tratava de um árbitro assistente de futebol que estava cumprindo o seu trabalho no Congo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

As cenas lamentáveis aconteceram no fim de semana em jogo válido pela décima rodada dos playoffs do Campeonato Congolês.

O jogo entre Daring Club Motema Pembe (DCMP) e Dauphon Noir, os torcedores se revoltaram com lances polêmicos da arbitragem e resolveram invadir o gramado para tomar satisfações.

O assistente nem teve como se defender, quando viu a revolta da torcida. A saída foi correr. Mas era muita gente atrás e ele acabou ' capturado', apanhando sem dó.

Num ato covarde, com todos contra um, ele acabou caído, sem forças para se levantar, com nariz sangrando e olho bastante inchado. Saiu de campo numa maca em mais uma tarde de barbárie no futebol.

Ao invés de punir os agressores, prendê-los e impedi-los de voltar aos gramados, a Confederação Congolesa de Futebol resolveu apenas dar a vitória ao Dauphin Noir ( o jogo estava empatado).

Se a moda pegar, toda rodada terá um árbitro apanhando aqui no Brasil. Os homens do apito são recordistas de erros no País.

Gols no final estão acabando com a graça de uns e salvando a vida de muita gente

A filósofa frase do ex-presidente corintiano Vicente Matheus nunca esteve tão evidente como agora: 'O jogo só acaba quando termina'. Profunda e verdadeira (risos). Muitos times resolveram aprontar ou se livrar de vexames com gols no apagar das luzes. Os acréscimos ou o minuto final agora são de bola na rede.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Na noite desta terça-feira o Grêmio estava complicando sua vida na Libertadores com derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo (o pior da chave) na Argentina. Eis que o menino Lincoln, de 17 anos, pegou um rebote, aos 45, e empatou, para alívio dos gaúchos, agora bem vivos na competição.

Botafogo 1 x 1 Fluminense

O Alvinegro dominou todo o clássico, fez 1 a 0 e já festejava novo triunfo. Daí, Scarpa cobrou o escanteio com precisão, aos 48 da segunda etapa, e Gum empatou de cabeça.

Bolívar 1 x 1 Boca Juniors

Apenas na terceira rodada da Libertadores o Boca Juniors fez seu primeiro gol. E foi salvador. O time perdia por 1 a 0 do Bolívar quando, aos 49 do etapa derradeira, o atacante argentino Fernando Carrizo evitou que os 'xeneizes' voltassem da Bolívia com a derrota. Ele acertou um foguete na cobrança de falta.

Cobresal 0 x 1 Corinthians

A estreia corintiana na Libertadores foi no deserto. E o jogo foi bem complicado. Sem jogar um bom futebol, o campeão brasileiro 'achou' a vitória aos 46 do etapa final com gol contra do zagueiro após chute de Lucca.

Leicester 1 x 0 Norwich

O surpreendente líder do Campeonato Inglês sofreu diante de um dos candidatos ao rebaixamento ao fazer o gol decisivo somente aos 47 do segundo tempo. O argentino Leonardo Ulloa garantiu o alívio concluindo um cruzamento.

Boca Juniors 2 x 1 Unión Santa Fé

Tevez deu o primeiro triunfo do Boca sob o comando de Schelotto ao fazer seu gol no último lance diante do Unión, de Santa Fé, na segunfa-feira.

Palmeiras 1 x 2 Ferroviária

No dia 28 de fevereiro, o Palmeiras buscava sua primeira vitória no Allianz Parque no ano e começou bem, com 1 a 0. Mas levou o empate e, aos 48 da última etapa, um chutão do goleiro encontrou Rafinha, que deu o triunfo ao time de Araraquara.

West Ham 2 x 1 Liverpool

Quando é mata-mata, um gol no fim dói muito mais. E foi o que aconteceu com o Liverpool diante do West Ham na Copa da Inglaterra. O herói da classificação dos 'Hammers' foi o zagueiro italiano Angelo Ogbonna, que definiu aos 15 do segundo tempo da prorrogação.

Corinthians 1 x 0 XV de Piracicaba

A estreia do Corinthians no Paulista foi mais dura do que se imaginava. Com um time todo remodelado, o 1 a 0 só veio aos 47 da fase final, com gol do paraguaio Romero.

Corinthians 1 x 0 Oeste

Em casa, o time de Tite sufocou o jogo todo, mas só conseguiu a vitória aos 45 minutos do segundo tempo com chute cruzado de Rodriguinho.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por