Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Uma imagem vale mais que mil palavras. Idosos de asilo mandam força aos Panthers

Fábio Hecico
há 2 anos2 visualizações

O Carolina Panthers chamou muita a atenção na temporada por 'premiar' a criançada em seu estádio com a bola dos touchdowns. Perto do inédito título, agora os grandalhões de Charlotte ganharam apoio também de simpáticos velhinhos de um asilo na Carolina do Norte.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Moradores da Piedmont Crossing - comunidade de aposentadoria de Rhomasville - tiraram uma foto imitando o gesto de comemoração dos Panthers e declararam sorte ao time da decisão do Superbowl 50 diante do Denver Broncos no dia 7 de fevereiro.

Uma imagem vale mais que mil palavras. Idosos de asilo mandam força aos Panthers

O gesto comoveu os jogadores, que prometem retribuir o carinho e fazer uma visita para estes vovozinhos e vovozinhas que voltam à infância assistindo futebol americano e adoram dançar e fazer exercícios.

A imagem divulgada em apoio aos Panthers seria uma cópia da foto que ganhou repercussão após a surra de 49 a 15 no Arizona Cardinals. Claro que realizada por velhinhos. Vale a intenção e mexe com o coração de qualquer um.

Uma imagem vale mais que mil palavras. Idosos de asilo mandam força aos Panthers

A comunidade adorou a ideia e deu o maior apoio aos 'novos' torcedores dos Panthers. "Lindos", "que fofos", "preciosos", foram alguns dos adjetivos postados. A resposta de um senhorzinho mostra bem como eles se sentem. " Somos velhos, mas não estamos mortos".

#superbowl50 #futebolamericano #carolinapanthers

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões


A temporada começa nesta quarta-feira para alguns clubes e no fim de semana para a maioria com o pontapé inicial dos Estaduais. E, antes mesmo de a bola rolar, um problema já aflige os treinadores: as contusões.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Jogadores importantes para alguns, e que buscariam a volta por cima para outros, terão de esperar um pouco mais para mostrar serviço por causa daqueles lesões indesejadas de começo de temporada. 

Depois de se gabar por conseguir manter o elenco de 2015 e, portanto, largar na frente da concorrência, o Atlético-MG, de uma só vez, perdeu o titular e o possível reserva de seu ataque.

Luan, o motorzinho ofensivo do Galo, sofre com uma tendinite e já está descartado diante do Flamengo na estreia da Liga. Tudo bem, pensou Aguirre, imaginando escalar Carlos.

Pois o jovem rompeu os ligamentos do tornozelo e para por três meses. Vai ter de improvisar o ala Patric na frente.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Entre os paulistas, a situação se repete. Clayton Xavier era apontado como a peça ideal para armar o Palmeiras. Após tratamento intensivo em lesões musculares do fim de 2015, ele retomou os trabalhos, estava empolgado e... nova contusão.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Serão mais oito semanas em tratamento de uma grave lesão na panturrilha sofrida na pré-temporada em Itu. Assim como ele, Edu Dracena e Victor Hugo têm problemas musculares.

No Corinthians, com a saída de muitos titulares, Tite imaginava fazer testes para encontrar um novo ataque. Rildo, que ganhou a posição de Malcom no fim de 2015, mas se machucou com só três minutos em campo estava entusiasmo. Era a chance da redenção.

Porém, o atacante voltou a ter problemas no ombro operado, agora uma infecção, e passará por nova cirurgia.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

No Santos, a expectativa era largar na temporada com David Braz liderando a defesa. Mas a lesão muscular de grau três na coxa vai adiar a estreia do zagueiro no ano.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Outro xerifão fora de combate neste início de ano é Ernando, do Internacional. Titular absoluto de Argel, ele trata de uma lesão muscular na panturrilha direita sofrida nos Estados Unidos.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Já o rival Grêmio tem problemas na criação das jogadas. Giuliano, destaque no ano passado, sofreu uma fascite plantar no pé esquerdo em amistoso com o Danúbio e virou problema para Roger Machado.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Menos grave, mas que também custará ao menos um jogo é a infecção urinária do zagueiro Marlon, no Fluminense. Ele já não enfrenta o Atlético-PR, na Primeira Liga.

No Flamengo, a luta é para contar logo com Ederson, tratando de contusão no ligamento do joelho.

O caso mais grave é o do XV de Piracicaba. O clube estava feliz com a contratação de Canavarros, que se destacava nos treinos. De repente, o jogador tem um mal súbito no trabalho no Barão de Serra Negra e é levado às pressas ao hospital.

Um ataque cardíaco é diagnosticado e a carreira do jogador agora corre risco. Ele está fora de perigo.

Ai, que dor! A bola nem rolou e já tem técnico desesperado por causa das lesões

Nem bem o ano da bola começou e os médicos já trabalham feito loucos. A temporada promete ser dura. 

#futebol #esportes

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por