Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Histórias dos Esportes
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

Fábio Hecico
há 2 anos1 visualizações

Leandro Niehues é mais uma vítima do amadorismo de dirigentes de futebol. O treinador foi demitido do Vila Nova-GO após empate sem gols com o Gama na Copa Verde. Foram apenas 13 dias de trabalho no clube e a queda com somente uma derrota em quatro jogo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Precipitação? Decepção? Briga? Os dirigentes não explicaram a troca de comando. Preferiram divulgar uma nota falando que o baixo rendimento custou o emprego de Niehues, de 42 anos.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

O treinador que chegou sob intensos elogios da diretoria e com promessa de que tinha tudo para emplacar em Goiânia, sai chutado sem ter tempo para mostrar trabalho.

Como ele, veja outros técnicos relâmpagos em clubes do Brasil que ainda prega o profissionalismo.

1 - Junior, Corinthians

Ídolo dos flamenguistas, o ex-lateral Junior ficou apenas dois jogos no comando do Corinthians em 2003. Depois de estreia com 2a1 sobre o Vitória em Salvador, ele ficou assustado com a repercussão da derrota por 3 a 0 para o São Paulo e pediu o boné se mandando para o Rio.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

2 - Doriva, São Paulo

O técnico Doriva durou apenas 33 dias no comando do São Paulo. Caiu após derrota para o Cruzeiro. Foram somente sete jogos, com quatro derrotas no comando do time do Morumbi.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

3 - Roque Junior, XV de Piracicaba

A estreia do pentacampeão Roque Junior na carreira de treinador foi mais curta que ele imaginava. Com início ruim no Paulistão, ele acabou demitido do XV de Piracicaba após apenas seis rodadas. Saiu e o time, até hoje, não deixou a zona de rebaixamento.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

4 - Vinícius Eutrópio, Ponte Preta

O empate por 1 a 1 com o Botafogo custou o emprego de Vinícius Eutrópio na Ponte Preta. O comandante fez toda a pré-temporada, indicou os reforços e caiu após apenas 4 jogos, todos sem vitórias.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

5 - Carlos Alberto Silva, Corinthians

Três amistosos e nenhum jogo oficial. Assim foi a passagem de Carlos Alberto Silva pelo Corinthians em 1991. Um proposta milionária do Porto abreviou sua jornada em São Paulo.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

6 - Flávio Murtosa, Palmeiras

Pentacampeão mundial como auxiliar de Felipão na seleção, Murtosa foi se arriscar como treinador do Palmeiras no Brasileirão de 2002. Deu lugar a Luxemburgo após só quatro jogos, ou 20 dias.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

7 - Vágner Mancini, Grêmio

Uma das grandes injustiças do futebol aconteceu com Vágner Mancini no Grêmio. Foram só seis jogos antes de dar lugar a Celso Roth em 2008. Mas a queda veio após quatro vitórias e dois empates, ou seja, invicto.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

8 - Mário Sérgio, Botafogo

Três derrotas em 10 dias e Mário Sérgio deu adeus ao Botafogo sem deixar saudade em 2007. Saiu com medo de um fracasso histórico no Rio de Janeiro.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

9 - Celso Roth, Vasco

O risco de ter um rebaixamento no currículo fez Celso Roth abandonar o Vasco em 2010. O treinador gaúcho trocou o Rio por Porto Alegre após só cinco jogos pelo cruzmaltino, com só uma vitória.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

10 - Antônio Lopes, América-MG

O delegado Antônio Lopes ficou só 20 dias no América Mineiro em 2011. Após quatro tropeços, alegou problemas particulares e 'fugiu' de Belo Horizonte.

Vila Nova dispensa técnico após 13 dias. Veja outros 10 treinadores relâmpagos

Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

Fábio Hecico
há 2 anos18 visualizações

Homem de visão ímpar dentro de campo, do tipo raro no futebol de hoje, aquele que joga de cabeça erguida e tem toque refinado, Johan Cruyff nos deixa muito mais do que a arte apresentada em campo. Esse gênio ensinou muita gente e não apenas as lembranças de jogador, mas suas frases têm de ser eternizadas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

"Sou um ex-jogador, ex-dirigente, ex-treinador, ex-presidente honorário. Uma lista bacana que, mais uma vez, mostra que tudo chega a um fim." A vida deste visionário perdeu a luta contra o câncer na quinta-feira. Mas ficará marcada em muitos corações.

Um dia após a triste notícia, no qual o mundo todo retrata sua partida para um novo plano espiritual, nada melhor do que relembrar os "ensinamentos" do professor Cruyff.

Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

São frases inteligentes e diferentes do futebol batido e ensaiado de hoje em dia, com bordões irritantes como "temos de trabalhar", "o grupo e unido", " o gol saiu na hora certa", entre outras.

Para quem só responde o óbvio, aprendam:

1 - "O futebol sempre deve ser jogado de maneira atrativa, de maneira ofensiva pois é um espetáculo."

2 - "Técnica não é poder fazer 100 embaixadas. Qualquer um pode fazer isso se praticar. Da até para trabalhar no circo. Técnica é passar a bola com um toque, na velocidade correta, no pé certo do seu companheiro."

Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

3 - "Escolha o melhor jogador para cada posição e você não terá a melhor equipe, apenas 11 bons de cada uma."

4 - "No meu time, o goleiro é o primeiro atacante e o atacante, o primeiro defensor."

5 - "Por que não se pode vencer um clube rico? Nunca vi um saco de dinheiro marcar gol."

6 - "Eu sempre jogava a bola para frente porque se eu a recebesse de volta, era o único jogador desmarcado."

7. "Prefiro ganhar de 5 a 4 do que de 1 a 0."

Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

8 - "Meus atacantes só devem correr 15 metros, a não ser que sejam estúpidos ou estejam dormindo."

9 - "Ser jogador de futebol é muito simples, mas jogar um futebol simples é a coisa mais complicada que existe."

10 - "Um problema do futebol de hoje é que os dirigentes que sabem muito pouco."

11 - "A qualidade sem o resultado não é nada. Mas o resultado sem qualidade é bem chato."

12 - "Precisamos fazer com que o pior jogador deles tenha a bola. Assim, vamos recuperá-la em pouco tempo."

Cruyff sempre foi diferenciado. Seus 15 mandamentos contra a chatice no futebol

13 - "Os jogadores hoje em dia só sabem chutar com o peito do pé. Eu podia chutar com o peito, com a parte de dentro e com a parte de fora de ambos os pés. Ou seja, eu era seis vezes melhor do que os jogadores de hoje."

14 - "Sem a bola você não pode vencer."

15 - "Toda desvantagem tem a sua vantagem."

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por