Lições de vida
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Lições de vida
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Lições de vida
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Ah, se fosse no Brasil... Jogador com perna quebrada espera socorro por 2 horas

O futebol brasileiro sempre chama atenção pelas coisas bizarras e sua desorganização. Lendo uma notícia no The Mirror, imaginei logo que o caso fosse por aqui. Mas o certinha Inglaterra também comete seus deslizes e um jogador com a perna quebrada teve de esperar duas horas por socorro.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Mike Colman, de 28 anos, fraturou a tíbia e a fíbula num jogo da Quarta Divisão entre o Darlington e o Heaton Stannington e caiu no gramado gritando de dor.

Ah, se fosse no Brasil... Jogador com perna quebrada espera socorro por 2 horas

Uma ambulância foi acionada já que o jogador se contorcia e seu sofrimento era visível. Como os carros de socorro do estádio estava sem condições de resgatá-lo, ele teve de esperar a ajuda por incríveis 126 minutos, pouco mais de duas horas (das 16:50 até 18:56).

Ah, se fosse no Brasil... Jogador com perna quebrada espera socorro por 2 horas

Para piorar sua situação, ainda chovia no campo e ele ficou ali, deitado, protegido por um cobertor e um guarda chuva.

A ambulância requisitada estava 40 quilômetros de distância do estádio e ainda demorou demais, para seu desespero.

"Foi horrível, a pior experiência da minha vida. Estava entrando em choque e adormecendo minhas costas, eu estava com cãibra por causa da dor e fiquei azul com o frio", lembra. " A espera foi terrível, uma tortura."

Ah, se fosse no Brasil... Jogador com perna quebrada espera socorro por 2 horas

Agora está tudo bem. Ele passou por uma cirurgia no hospital de Darlington e já se recupera em casa.

Ah, se fosse no Brasil... Jogador com perna quebrada espera socorro por 2 horas

A justificativa para a demora da ambulância e que entre sua chamada e o resgate, foram outras 232 emergências, 82 sob risco de morte. Até o brasileiro SAMU chegaria antes.

Serena Williams vira pintora e ajuda em obra de escola primária na Jamaica

Serena Williams é disparada a melhor tenista do circuito. Milionária, a norte-americana passa férias em luxuosa mansão na Jamaica (R$ 78 mil de aluguel). Mas ela resolveu dar uma pausa no descanso e mostrar que tem um enorme coração e seu lado solidário.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Serena Williams vira pintora e ajuda em obra de escola primária na Jamaica

A tenista tem uma fundação que auxilia jovens na Jamaica e mostrou que, mais do que a ajuda financeira, é preciso colocar a mão na massa. Com parceria dos jamaicanos Yohan Blake e Warren Weir, do atletismo, a tenista ajudou na obra da Selt Marsh Primary School, a terceira escola construída no País pela Serena Willis Foundation, e apareceu pintando uma parede.

Serena Williams vira pintora e ajuda em obra de escola primária na Jamaica

A escola fica em Trelawni, cidade natal do velocista Usain Bolt, e está praticante pronta, para alegria da número 1 do mundo.

Serena Williams vira pintora e ajuda em obra de escola primária na Jamaica

"Eu não jogo tênis para ser reconhecida, isso não é importante. O que importa é saber que eu posso ajudar as pessoas", diz ela, que faz obras e ao mesmo tempo curte uma piscina.

Serena Williams vira pintora e ajuda em obra de escola primária na Jamaica

A construção da escola é uma parceria da fundação de Serena Williams com a Fundação Helping Hands Jamaica, e a expectativa é a de que outras instituições de ensino sejam erguidas no país para tirar as crianças carentes das ruas.

Mais um game, set, vencido por Serena Williams. E que vire exemplo para outros atletas investirem um pouco de suas fortunas.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por