OUTROS

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

Fábio Hecico
Author
Fábio Hecico

José Mourinho se autointitulou ‘the special one’ numa entrevista na Inglaterra há pouco mais de dois anos. Adora o apelido. Em outubro, gozando dos títulos do Campeonato Inglês e da Copa da Liga Inglesa, o português ainda viu a Fifa divulgar seu nome entre os 10 candidatos a melhor técnico de 2015 - eleição na próxima semana. Mas seu prestígio caiu, ele se desentendeu com jogadores dos Blues, foi boicotado, virou o ano desempregado e não figura entre os mais bem cotados da IFFHS.

Em lista divulgada esta semana pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol não há o nome do português entre os 10 escolhidos. Na 20ª edição do prêmio, Mourinho está abaixo da 10ª colocação pela primeira vez na última década. Logo ele que já apareceu no topo quatro vezes (2004, 2005, 2010 e 2012).

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

O topo, mais do que merecido, pertence ao técnico do Barcelona, Luis Enrique. Não há o que contestar para quem ganhou a quíntupla coroa em 2015. Sob a direção do ex-jogador espanhol, os catalães deram volta olímpica pelo Campeonato Espanhol, a Copa do Rei, a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes da Fifa.

Em segundo, vem o campeão de 2009 e 2011, Pep Guardiola, por seu belo trabalho no Bayern de Munique. Também nada para se contestar. Além da grife de ser um dos treinadores mais vencedores, ele ganhou o Campeonato Alemão com extrema facilidade e foi bem na Champions League.

‘The Special one’, Mourinho nem figura mais entre os melhores técnicos do mundo

Massimiliano Allegri conduziu a Juventus ao tetracampeonato italiano, ergueu as taças da Copa Itália e da Supercopa. Ficou com o vice da Europa. Uma medalha de bronze que até poderia ter sido de prata.

Na América do Sul, o campeão da Libertadores Marcelo Gallardo, com 33 pontos, figurou na quinta colocação. Talvez tenha ganhado votos por ir à decisão do Mundial com o Barcelona.

A lista premia, ainda, os técnicos que foram bem na Liga Europa: Unai Emeny, campeão com o Sevilla, Miron Markevic, vice com o Dnipro, e Dieter Hecking, terceiro com o Wolfsburg.

Laurent Blanc foi reconhecido pelo que faz no PSG e Diego Simeone pelo trabalho competitivo no líder da Espanha, o Atlético de Madrid. Carlo Ancelotti não merecia estar entre os 10. Ficou no Real Madrid só até maio e não ganhou nada.

OS 10 MELHORES TREINADORES DA IFFHS

1º Luis Enrique (Barcelona) - 165 pontos

2º Pep Guardiola (Bayern de Munique) - 86 pontos

3º Massimiliano Allegri (Juventus ) - 43 pontos

4º Unai Emeny (sevilla) - 39 pontos

5º Marcelo Gallardo (River Plate) - 33 pontos

6º Carlo Ancelotti (Real Madrid) - 19 pontos

7º Diego Simeone (Atlético de Madrid) - 12 pontos

8º Dieter Hecking (wolfsburg) - 6 pontos

9º Laurent Blanc (PSG) - 5 pontos

10º Miron Markevic (Dnipro) - 4 pontos