OUTROS

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

Fábio Hecico
Author
Fábio Hecico

A maldição do MVP mais uma vez deu as caras num Super Bowl, agora com Cam Newton. O jovem quarterback do Carolina Panthers não fez nada na decisão e a experiência de Payton Manning e a força defensiva do Denver Broncos fizeram a diferença em San Francisco.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

O favorito afinou. O protagonista foi engolido por Von Miller, o MVP do Super Bowl, e os Broncos levam o anel com vitória indiscutível por 24 a 10.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning
Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

O espetáculo esperado ficou com os artistas da música, já que em campo apenas um time jogou. Valeu a experiência. Payton Manning agora pode dar adeus aos campos com dever cumprido em Denver. Vice em 2014, campeão em 2016. Palmas para esse gênio.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

E para muita gente em San Francisco. Lady Gaga estava lindíssima em calça e terninho vermelho brilhante. As unhas pintadas de azul combinando com o sapato. Sem invenção, emocionou ao cantar o Hino Nacional para um sereno Payton Manning e um inquieto Cam Newton.

A cantora foi aplaudidíssima e agora se prepara para soltar a voz na entrega do Oscar. Ela também se apresentará no Grammy.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning
Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

Cerimônia de abertura terminada, hora do show dos atletas. Mas Super Bowl é diferente. A pressão atormenta e os gênios cometem erros bobos.

Foi assim com Cam Newton. O placar já marcava 3 a 0 quando ele sofreu sack de Von Miller na end zone. Ali os erros custam caro e o gigante Malik Jackson só pulou na bola para o touchdown: 10 a 0.

Até o intervalo, as defesas é que se destacaram. A prova veio das menos de cem jardas de passes para os dois quarterbacks. Manning ainda faria história negativamente ao lançar para uma interceptação. A quarta em quatro Super Bowls diferentes. Os Panthers não aproveitaram.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

O time de ataque arrasador fez apenas um touchdown em dois quartos. No voo de Jonathan Stewart. E ainda levaria outro field goal de Brandon McManus. 13 a 7 e decisão aberta.

Enquanto os jogadores colocavam a cabeça no lugar e descansavam, Beyoncé, Bruno Mars e Coldplay deram um show no palco montado em poucos minutos na Levi's Arena. Depois de músicas como Paradyse, Viva lá Vida e uma parceria de todos, hora de ver quem voltaria mais ligado, concentrado.

Os Panthers, com a posse de bola, chegaram rápido no ataque. Mais uma vez o paredão de Denver fechou a porta. Field Goal para Graham Gamo e.... Na trave. Não fez e levou. Do outro lado McManus aumentou para 16 a 7.

A pergunta era: o MVP Superman onde estava? Nervoso, claro. E interceptado. Tudo dando errado para os favoritos. Adeus mais um quarto.

Faltava só um. Viria a virada? Começou com Gano se redimindo e diminuindo para 16 a 10. Mas Von Miller completou sua vingança de 2011, quando perdeu a primeira escolha no draft para Newton.

Conheça Von Miller: https://storia.me/story/096c8ea32f470000/moment/09a1a6dc3487d000

O amante dos frangos Miller forçou novo fumble do quarterback. Outro touchdown e conversão de dois para chegar a 24 a 10 e levar o anel para Denver. Manning se despede sem TDs na final, mas campeão.

Valeu a experiência. Super Bowl 50 é dos Broncos do xerife Payton Manning

Charlotte terá de esperar mais ano para gritar "é campeão" pela primeira vez.