ANIME

5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

GameStoria
Author
GameStoria
5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

No início de julho aconteceu a aguardada estreia de My Hero Academia (Boku no Hero Academia, no título original) no Crunchyroll, serviço de streaming de animes. E por que aguardada? Simples: trata-se do melhor anime do ano, quiçá, dos últimos tempos.

Essa condição - que pode ser comprovada no site My Anime List, um dos principais utilizados para medir a popularidade de um anime, onde ele está com a maior nota dentre os desenhos que estão indo ao ar no momento - de My Hero Academia tem diversos motivos, mas, basicamente, ele reúne o que de melhor existe nos animes do estilo "shonen" - ou seja, ação desenfreada e momentos marcantes -, sem cair em clichês do gênero.

No Brasil, o anime pode ser assistido pelo Crunchyroll, com novos episódios disponíveis a partir das 6h30 dos sábados. Atualmente, ele está em seu 30º episódio - fica a sugestão para uma maratona!

Abaixo listamos cinco motivos para você não deixar de ver My Hero Academia. Confira!

1 - Um protagonista "gente como a gente"

5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

My Hero Academia conta a história de Izuku "Deku" Midoriya, um jovem que vive em um mundo no qual a maioria das pessoas nascem com poderes especiais (as chamadas "individualidades). Nesse mundo, a profissão mais desejada e concorrida é, justamente, a de super-herói. Esse é o grande sonho de Izuku, porém, ele é um dos raros casos de pessoas que nasceram sem qualquer individualidade. 

Ou seja, ao invés de um protagonista com poderes ilimitados - caso, por exemplo, de Dragon Ball -, My Hero Academia nos apresenta um garoto comum, com suas fraquezas e inseguranças, que tem que se superar o tempo todo para atingir seus objetivos em uma sociedade na qual ele é o "patinho feio".

2 - Temática universal

5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

My Hero Academia é um dos raros casos de anime que não carrega excessivamente em temas nipônicos e, até mesmo por isso, pode ser uma ótima porta de entrada para quem quiser se "iniciar" nesse tipo de produção. A temática de super-heróis é universal - e, até certo ponto, bastante ocidental - e, ao ficar longe de questões históricas ou divindades, se torna mais palatável ao gosto médio de quem está deste lado do globo terrestre. Além disso, há referências, ainda que bastante sutis, a heróis ocidentais, como a questão do uso de uniformes e a frequente formação de equipes.

3 - Personagens carismáticos

5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

Além de Izuku, os demais personagens do anime são muito mais relevantes do que o que ocorre normalmente em produções do estilo "shonen". Ainda que haja um protagonista definido, os companheiros de Izuku tem bastante relevância e, até o momento, diversos momentos mais impactantes da produção sequer têm a presença do personagem principal. Adotar a premissa de que "todos têm o seu valor" é uma quebra de paradigma de um gênero acostumado a colocar coadjuvantes em segundo plano.

4 - Narrativa ágil

5 razões para você assistir a My Hero Academia, o melhor anime do momento

A típica "enrolação" dos animes ficou de fora de My Hero Academia. A narrativa segue uma linha principal, mas os momentos de maior tensão costumam ser resolvidos, em sua maioria, em um ou dois episódios. Considerando a rotina de episódios semanais, essa solução é a melhor maneira para não causar crises de ansiedade na audiência. Além disso, a grande maioria dos capítulos transmitidos até o momento contam com passagens relevantes e, claramente, não estão lá para encher linguiça. 

5 - Animação excelente

Mais do que acompanhar a história empolgante ou conhecer personagens interessantes, My Hero Academia também agrada muito pelo visual. A qualidade de animação é muito acima da média, a ponto de ser comum o espectador pausar e voltar só para apreciar alguma cena de ação. Nesse quesito, ponto para o estúdio Bones, que fez um trabalho magistral ao adaptar o mangá de Kohei Horikoshi.