GAMES

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

GameStoria
Author
GameStoria
5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Um game de tiro, focado no modo multiplayer e com variações (teoricamente) limitadas. Essa seria uma curta definição que aqueles que não simpatizam com Overwatch certamente usariam para criticar a escolha do jogo como o game de ano de 2016.

O título, dado durante o The Game Awards - principal premiação da indústria e que aconteceu no dia 1° de dezembro nos Estados Unidos -, deixou jogadores mais tradicionais de cabelo em pé. É verdade que Overwatch, tem, sim, suas limitações. Suas qualidades, porém, são notáveis e capazes de explicar seu sucesso - em cinco meses, o game lançado em maio já tinha vendido 20 milhões de cópias entre as versões para PC, PlayStation 4 e Xbox One. 

Abaixo listamos cinco delas. Quem sabe com isso você não muda de opinião e dá chance ao jogo?

1 - Amigo dos novatos

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Disputar partidas em um ambiente online tende a afastar novatos, ainda mais em games de tiro. Em Overwatch, porém, isso não ocorre por diversas razões. A principal é a estrutura do jogo, voltado para o trabalho em equipe e com personagens bem variados, capazes de se adequar ao estilo de cada jogador. A comunidade do jogo também tende a ser bem receptiva e a jogabilidade simples (como veremos no próximo item) acaba nivelando as partidas. Se você quer começar a disputar partidas de games de tiro online, Overwatch é uma aposta certeira.

2 - Fácil de viciar, difícil de largar

Como dito aqui em cima, a jogabilidade simples de Overwatch é um dos grandes trunfos do jogo. Inicialmente acessível, ela se torna desafiadora uma vez que os jogadores aprendem meios de utilizar os poderes dos personagens de formas mais efetivas. Em suma: você não precisa matar loucamente adversários para ir bem. Dependendo do seu papel, ser o "jogador da partida" envolve outras funções, como curar seus companheiros ou melhorar suas habilidades. 

3 - Primor técnico

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Caçar defeitos em Overwatch não é tarefa simples. É possível argumentar que, em termos de modo de jogo, o game é repetitivo. O recém-chegado modo Arcade, porém, diminuiu muito esse problema e mesmo em seu modo tradicional, Overwatch oferece partidas imprevisíveis e que dão liberdade para os jogadores definirem suas táticas. Visualmente, o jogo apresenta gráficos coloridos e, para nós brasileiros, a dublagem em português é extremamente bem feita. Sem contar a jogabilidade, bastante variada e que apresenta desafios distintos dependendo do personagem escolhido. O conjunto da obra faz, portanto, faz Overwatch brilhar.

4 - Enorme potencial para os eSports

Com torneios distribuindo prêmios cada vez mais altos, é de se imaginar que todas as produtoras de games queiram um jogo que tenha potencial para campeonatos para chamar de seu. A Blizzard, empresa por trás de Overwatch, já possui jogos do tipo, como Hearthstone. O jogo de tiro, porém, se mostra muito mais adaptado a essa realidade por ser fácil de ser compreendido pelos espectadores e também por incentivar o jogo de equipe. No Brasil, ele ainda engatinha nesse segmento, algo que já é realidade no exterior.

5 - Vida longa

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Como ocorre tradicionalmente com os games da Blizzard, Overwatch deverá se valer do suporte da produtora para ser um game bastante duradouro. Com pouco mais de seis meses de vida, ele já recebeu diversas atualizações, incluindo novos cenários e personagens. A Blizzard também realiza eventos temáticos, como listas de jogos e itens decorativos para o período de festas de final de ano. E tudo gratuitamente, o que valoriza o dinheiro investido pelo jogador e também passa uma sensação constante de novidade.