O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Festa oficial de um ano de Pokémon GO termina mal nos Estados Unidos

GameStoria
há 3 meses79.1k visualizações
Festa oficial de um ano de Pokémon GO termina mal nos Estados Unidos
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Nada melhor do que uma festa para reunir os fãs de Pokémon GO e comemorar um ano de lançamento do game, certo?

Isso seria verdade na teoria, mas a Pokémon GO Fest, realizada no último sábado (22) em Chicago (EUA) passou longe disso.

Devido à aglomeração de pessoas e a problemas no sinal da rede de celulares e também no servidor do jogo, a maioria dos presentes simplesmente não puderam acessar Pokémon GO. E a situação ficou especialmente constrangedora quando o CEO da Niantic (a desenvolvedora do game), John Hanke, subiu ao palco para saudar os presentes e ouviu como resposta gritos de "conserte o jogo!" e "conserte os servidores!", além, claro, de vaias. Duvida? Então veja o vídeo abaixo.

Havia uma razão especial para a revolta dos presentes: muitos dos fãs que foram ao evento saíram de outros lugares dos Estados Unidos e também de países do exterior, como Canadá e Japão.

A motivação para tal era a alardeada presença de Pokémon raros que só poderiam ser capturados durante a Pokémon GO Fest, caso de Unown, Heracross e Kangaskhan.

Passado o fiasco, a Niantic emitiu um comunicado no qual ela diz que "o que houve não era nada do que eles esperavam" e que a empresa está "extremamente triste com o processo e os resultados" do evento.

Como forma de compensar os presentes, a empresa decidiu oferecer US$ 100 em itens do jogo para quem tivesse uma entrada para o evento e, posteriormente, se ofereceu a reembolsar os US$ 20 cobrados pela entrada no local. 

Esse cara gastou R$ 130 mil ter o mesmo rosto de um personagem de videogame

GameStoria
há 3 meses22.5k visualizações
Esse cara gastou R$ 130 mil ter o mesmo rosto de um personagem de videogame
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Pense em um personagem que você gosta muito. Pensou? Agora responda: você gastaria uma boa grana para ter a mesma aparência que ele?

No caso do malaio de 21 anos Amirul Rizwan Musa, a resposta foi "sim". O resultado é que ele passou por uma série de cirurgias e outros tratamentos para aproximar sua aparência  à de Squall Leonheart, o personagem que protagoniza o RPG Final Fantasy VIII.

De acordo com Musa, que cedeu entrevistas para veículos locais, ele possuía diversas marcas no rosto devido a uma varicela que teve aos 16 anos e isso fazia com que sua auto-estima fosse baixa.

Esse cara gastou R$ 130 mil ter o mesmo rosto de um personagem de videogame

Musa, que é fã de personagens de animes - e de videogames também, pela sua escolha - decidiu passar por essa transformação completa como forma de "melhorar sua confiança". O valor de todos os procedimentos bateu na casa dos US$ 41 mil, que convertidos dão algo em torno de R$ 130 mil.

Apesar de, aparentemente, estar satisfeito com o resultado, Musa conta que muitas pessoas não reagiram bem à sua decisão. "Algumas pessoas me procuram para me ofender. Na minha família, até meus irmãos me criticam, mas meus pais me aceitam como eu seu", disse ao jornal South China Morning Post. 

Ele, que é empresário do ramo cosmético e modelo, disse que alguns clientes também não gostaram da transformação.

E vocês, acharam que ficou parecido?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por