O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Veja 5 games mostrados na PlayStation Experience que merecem sua atenção

GameStoria
há um ano2 visualizações
Veja 5 games mostrados na PlayStation Experience que merecem sua atenção
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Principal evento do ano para a linha PlayStation - inclua aqui PS4 e o portátil PS Vita -, a PlayStation Experience (PSX) foi realizada no dia 3 e 4 de dezembro em Anaheim, Estados Unidos. Mais do que um evento para agradar os fãs, a PSX também foi palco para uma amostra do que está por vir para essas plataformas em um futuro (relativamente) próximo.

Sem anúncios voltados a hardware - o PlayStation VR foi lançado em outubro e o PS4 Pro em novembro, o que esgota as novidades da Sony nesse sentido por ora -, o evento foi totalmente voltado à apresentação de jogos - algumas novidades e outros já conhecidos. Confira abaixo cinco deles (foi difícil escolher só cinco) e porque eles merecem sua atenção. E a boa notícia: alguns já estão disponíveis ou chegam em 2017.

1 - The Last of Us Part II

Certamente o grande anúncio do evento - tanto que ele ficou para o final da apresentação. Trata-se da sequência do game que mistura ação, furtividade, pitadas de terror e sobrevivência lançado em 2013 para PS3. O trailer revelado não dá muitos detalhes sobre o jogo, apenas sabe-se que Ellie, uma das protagonistas do game anterior, está de volta e com cara de poucos amigos. A trama, conforme a produtora Naughty Dog adiantou, será sobre vingança. Desta lista, esse é um dos poucos games que não tem previsão de estrear tão cedo. Um chute: final de 2018 ou começo de 2019, com versão para PS4.

2 - Uncharted 4: The Lost Legacy

Se a espera pela sequência de The Last of Us pode ser dolorosa, ao menos Uncharted 4: A Thief's End terá conteúdo inédito em breve. Trata-se de The Lost Legacy, uma expansão para a história do game - que foi o principal jogo exclusivo do console lançado em 2016. Focado nas personagens Chloe Frazer (de Uncharted 2) e Nadine Ross (de Uncharted 4), ele poderá ser jogado mesmo por quem não tem Uncharted 4. Esse conteúdo extra se passará depois do último jogo e tem lançamento previsto para o PS4 em 2017.

3 - Nioh

O RPG de ação Nioh ganhou um novo trailer durante a PSX e a expectativa pelo game só cresce. Ele não é exatamente uma novidade - foram duas versões de testes do jogo lançadas em 2016, então já foi possível ter uma boa ideia do que se trata. E a impressão foi positiva, o que só aumenta a expectativa para seu lançamento, em 9 de fevereiro de 2017. O jogo para PS4 leva para o Japão feudal boa parte da fórmula da aclamada série Dark Souls, com inimigos letais, alta dificuldade e jogabilidade que recompensa a evolução do jogador. 

4 - Marvel vs. Capcom Infinite

Outro grande anúncio da PSX foi Marvel vs. Capcom Infinite, game de luta por equipes que coloca personagens da Marvel para lutar contra (ou ao lado) de lutadores da Capcom (a empresa por trás de Street Fighter). Esse será o quarto episódio da série - descontando versões aprimoradas como Ultimate Marvel vs. Capcom 3 - e trará algumas mudanças importantes. As lutas serão de 2 contra 2 e será possível utilizar as jóias do infinito, itens do universo Marvel que fornecem superpoderes a seu portador. Por ora, seis personagens foram revelados: Capitão América, Homem de Ferro e Capitã (ou Miss) Marvel, do lado da editora de quadrinhos, e Ryu, Mega Man X e Morrigan do lado da Capcom. Sairá em 2017, provavelmente para PS4, Xbox One e PC.

5 - Horizon Zero Dawn

Já era para estarmos jogando Horizon Zero Dawn. Isso se a data de lançamento do título, previsto para 2016, estivesse sido cumprida. Coube aos jogadores esperar um tempo extra - até o dia 28 de fevereiro de 2017, para ser mais preciso - e à Guerrilla Games trabalhar para deixar o game tinindo. Nesse meio-tempo, tudo que foi mostrado do jogo só serviu para aumentar a ansiedade e o novo trailer revelado na PSX não foi diferente. Exclusivo para PS4, Horizon Zero Dawn será um RPG de ação em mundo aberto , colocando os jogadores na pele da protagonista Alloy em um mundo no qual ela divide espaço com versões biomecânicas de dinossauros. Obviamente que essas criaturas não são amistosas e sua sobrevivência dependerá da luta contra essas ameaças. 

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

GameStoria
há um ano3 visualizações
5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Um game de tiro, focado no modo multiplayer e com variações (teoricamente) limitadas. Essa seria uma curta definição que aqueles que não simpatizam com Overwatch certamente usariam para criticar a escolha do jogo como o game de ano de 2016.

O título, dado durante o The Game Awards - principal premiação da indústria e que aconteceu no dia 1° de dezembro nos Estados Unidos -, deixou jogadores mais tradicionais de cabelo em pé. É verdade que Overwatch, tem, sim, suas limitações. Suas qualidades, porém, são notáveis e capazes de explicar seu sucesso - em cinco meses, o game lançado em maio já tinha vendido 20 milhões de cópias entre as versões para PC, PlayStation 4 e Xbox One. 

Abaixo listamos cinco delas. Quem sabe com isso você não muda de opinião e dá chance ao jogo?

1 - Amigo dos novatos

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Disputar partidas em um ambiente online tende a afastar novatos, ainda mais em games de tiro. Em Overwatch, porém, isso não ocorre por diversas razões. A principal é a estrutura do jogo, voltado para o trabalho em equipe e com personagens bem variados, capazes de se adequar ao estilo de cada jogador. A comunidade do jogo também tende a ser bem receptiva e a jogabilidade simples (como veremos no próximo item) acaba nivelando as partidas. Se você quer começar a disputar partidas de games de tiro online, Overwatch é uma aposta certeira.

2 - Fácil de viciar, difícil de largar

Como dito aqui em cima, a jogabilidade simples de Overwatch é um dos grandes trunfos do jogo. Inicialmente acessível, ela se torna desafiadora uma vez que os jogadores aprendem meios de utilizar os poderes dos personagens de formas mais efetivas. Em suma: você não precisa matar loucamente adversários para ir bem. Dependendo do seu papel, ser o "jogador da partida" envolve outras funções, como curar seus companheiros ou melhorar suas habilidades. 

3 - Primor técnico

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Caçar defeitos em Overwatch não é tarefa simples. É possível argumentar que, em termos de modo de jogo, o game é repetitivo. O recém-chegado modo Arcade, porém, diminuiu muito esse problema e mesmo em seu modo tradicional, Overwatch oferece partidas imprevisíveis e que dão liberdade para os jogadores definirem suas táticas. Visualmente, o jogo apresenta gráficos coloridos e, para nós brasileiros, a dublagem em português é extremamente bem feita. Sem contar a jogabilidade, bastante variada e que apresenta desafios distintos dependendo do personagem escolhido. O conjunto da obra faz, portanto, faz Overwatch brilhar.

4 - Enorme potencial para os eSports

Com torneios distribuindo prêmios cada vez mais altos, é de se imaginar que todas as produtoras de games queiram um jogo que tenha potencial para campeonatos para chamar de seu. A Blizzard, empresa por trás de Overwatch, já possui jogos do tipo, como Hearthstone. O jogo de tiro, porém, se mostra muito mais adaptado a essa realidade por ser fácil de ser compreendido pelos espectadores e também por incentivar o jogo de equipe. No Brasil, ele ainda engatinha nesse segmento, algo que já é realidade no exterior.

5 - Vida longa

5 razões pelas quais Overwatch foi (mesmo) o jogo de 2016

Como ocorre tradicionalmente com os games da Blizzard, Overwatch deverá se valer do suporte da produtora para ser um game bastante duradouro. Com pouco mais de seis meses de vida, ele já recebeu diversas atualizações, incluindo novos cenários e personagens. A Blizzard também realiza eventos temáticos, como listas de jogos e itens decorativos para o período de festas de final de ano. E tudo gratuitamente, o que valoriza o dinheiro investido pelo jogador e também passa uma sensação constante de novidade.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por