O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo dos games
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Veja 5 games que estrearam nos anos 1990 e terão versões em 2017

GameStoria
há 10 meses3 visualizações

Os anos 1990 foram férteis para a indústria de games e revisitar a época é algo que está bem em alta no segmento. Além de videogames icônicos - Super Nintendo, Mega Drive, PlayStation etc - o período também marcou o surgimento de personagens e séries de games famosos.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Algumas dessas séries permanecem vivas e com novidades até hoje. Outras, entraram em um período de hibernação e despertam saudades nos jogadores. 2017, porém, é um ano que terá novidades para ambos os casos citados. Vamos a elas.

1 - Sonic

Depois da era de ouro do Mega Drive e da série Sonic Adventure do Dreamcast, o mascote da Sega alternou momentos bons e péssimos. Com a qualidade dos games seguindo em ritmo de montanha-russa, tudo que os jogadores mais queriam era uma volta às origens. Ou seja: games em 2D, fases coloridas e muita velocidade. Isso deverá ser atendido por Sonic Mania, game que sairá em 2017 para PS4, Xbox One e PC e tende a ser um belo presente de 25 anos para os fãs do mascote azul.

2 - Crash Bandicoot

O marsupial deu as caras em 1996 e foi criado para ser o mascote do PlayStation. A série principal, porém, foi até 2008, com Crash: Mind over Mutant, game que saiu para PlayStation 2, PSP, Xbox 360, Wii e Nintendo DS. Em 2017, o personagem voltará à ativa no PS4, ainda que não com uma aventura inédita. Trata-se da coletânea Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, que terá os três primeiros games de Crash Bandicoot com visual totalmente refeito.

3 - Marvel vs. Capcom Infinite

Os anos 1990 também marcaram o auge de popularidade dos games de luta. A década viu o surgimento de Street Fighter II, de séries da SNK, como The King of Fighters, do violento Mortal Kombat e, por fim, dos famosos crossovers com personagens da Marvel. O que começou com X-Men vs. Street Fighter, em 1996, virou Marvel vs. Capcom: Clash of Super Heroes, em 1998. E essa série terá mais um capítulo em 2017, com Marvel vs. Capcom Infinite para PS4, Xbox One e PC, jogo que terá novidades do universo cinematográfico da editora em conjunto com a popular jogabilidade da série.

4 - Resident Evil

A série que ajudou a cunhar o termo "horror de sobrevivência" retornará em 2017 para aquele que promete ser o episódio mais assustador da série. Entre as novidades de Resident Evil 7, a adoção da visão em primeira pessoa é uma das mais notáveis - e que deverá assustar ainda mais para quem jogar utilizando a realidade virtual do PlayStation VR. O game marca um retorna às origens ao deixar de lado a ênfase à ação para adotar um ritmo mais cadenciado e tenso. Sai em 24 de janeiro, para PS4, Xbox One e PC.

5 - Wipeout

As corridas futuristas de Wipeout estrearam em 1995, no PlayStation, Saturn e PC. Houve diversos lançamentos até 2012, ano da chegada de Wipeout 2048 para o portátil PS Vita. De lá para cá, porém, nada de novidades. Já em 2017, a série ganhará um "novo" game: as aspas são justificadas pelo fato de que Wipeout Omega Collection, anunciado para PS4, será uma coletânea incluindo Wipeout HD, Wipeout HD Fury - ambos lançados para PlayStation 3 - e Wipeout 2048, game para PlayStation Vita. O conteúdo desses games deverá ser mantido, mas o visual passará por mudanças para se aproveitar do poder do novo videogame.

Red Dead Redemption 2 tem tudo para ser o game de 2017 (e contamos o motivo)

GameStoria
há 10 meses3 visualizações
Red Dead Redemption 2 tem tudo para ser o game de 2017 (e contamos o motivo)
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O que dizer desse Red Dead Redemption 2 que a gente mal conhece, mas considera muito? Bastou um trailer ser apresentado pela Rockstar (a mesma produtora da série GTA) em outubro para a Internet ficar em polvorosa. É pra tanto?

Primeiramente, vamos ao que sabemos. Começando pelo trailer abaixo. 

Como é possível ver, ele não mostra absolutamente NADA do jogo em si. Apenas que o jogo deverá ter sete personagens mais relevantes e terá o Velho Oeste norte-americano como pano de fundo - o que é óbvio, pela temática da série.

Red Dead Redemption 2, por sua vez, será o terceiro game da série Red Dead, que começou com Red Dead Revolver, de 2004, e chegou ao auge com o Red Dead Redemption, de 2010. É uma tentação muito grande chamar esse segundo título de "GTA do Velho Oeste", mas, apesar de utilizar a fórmula de mundo aberto da famosa série, ele vai além ao ter mecânicas próprias, não colocar o jogador tanto à margem da lei e, principalmente, ter uma história extremamente envolvente. 

O que esperar?

Com essa aridez de informações, resta especular. E aí entra o "fator Rockstar": é notável o nível de evolução que a empresa apresentou nos últimos anos. Houve um salto considerável em seus games, tanto em questões técnicas quanto em criação de personagens e histórias. Basta ver o que houve no intervalo entre o lançamento de GTA IV, em 2008, e GTA V, em 2013. Não é um sonho distante, portanto, esperar que haja uma diferença similar entre Red Dead Redemption e seu sucessor. 

Uma capacidade única da empresa é a de criar mundos vivos e capazes de prender a atenção dos jogadores mesmo quando eles não estão, necessariamente, seguindo algum objetivo. Esses mundos incentivam a descoberta e um ambiente selvagem como o do Velho Oeste é terreno fértil para esse tipo de atividade. 

De GTA V, por sua vez, vemos o sucesso feito por sua porção multiplayer. A comunidade de GTA Online se mantém agitada mesmo com o passar dos anos e criar algo similar para Red Dead Redemption 2, ao que nos parece, é garantia de sucesso e um caminho natural para a produtora. 

Por fim, também é especialidade da Rockstar é mesclar a liberdade citada acima com um direcionamento capaz de dar ares cinematográficos às missões que o jogador precisa cumprir para progredir na história. Essa orientação da empresa já foi vista com grande ênfase em Red Dead Redemption e deverá beber da fonte de uma das grandes atrações de GTA V, os Heists - missões cinematográficas que demandam planejamento prévio do jogador, como ocorre em filmes como Onze Homens e um Segredo.

O que não sabemos

Apesar de acreditar que a Rockstar siga as bases criadas pelo game anterior, a apresentação de Red Dead Redemption 2 deixou mais dúvidas do que certezas. A começar pelo período de tempo: ele acontecerá antes ou depois dos acontecimentos do jogo de 2010? Poderemos controlar mais de um personagem? Teremos missões de caça e um sistema como o o Dead Eye, que congela o tempo e permite atirar em vários inimigos ao mesmo tempo?

São questões que estão longe de ser respondidas. É provável, porém, que a Rockstar dê mais detalhes do game ainda no primeiro semestre de 2017 - uma aposta mais segura seria durante a E3 2017, em junho. Isso por uma simples razão: o jogo está previsto para sair no final do próximo ano para PlayStation 4 e Xbox One. A má notícia é que, a julgar pela expectativa, esses meses deverão demorar bastante para passar. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por