GAMES

Red Dead Redemption 2 tem tudo para ser o game de 2017 (e contamos o motivo)

GameStoria
Author
GameStoria
Red Dead Redemption 2 tem tudo para ser o game de 2017 (e contamos o motivo)

O que dizer desse Red Dead Redemption 2 que a gente mal conhece, mas considera muito? Bastou um trailer ser apresentado pela Rockstar (a mesma produtora da série GTA) em outubro para a Internet ficar em polvorosa. É pra tanto?

Primeiramente, vamos ao que sabemos. Começando pelo trailer abaixo. 

Como é possível ver, ele não mostra absolutamente NADA do jogo em si. Apenas que o jogo deverá ter sete personagens mais relevantes e terá o Velho Oeste norte-americano como pano de fundo - o que é óbvio, pela temática da série.

Red Dead Redemption 2, por sua vez, será o terceiro game da série Red Dead, que começou com Red Dead Revolver, de 2004, e chegou ao auge com o Red Dead Redemption, de 2010. É uma tentação muito grande chamar esse segundo título de "GTA do Velho Oeste", mas, apesar de utilizar a fórmula de mundo aberto da famosa série, ele vai além ao ter mecânicas próprias, não colocar o jogador tanto à margem da lei e, principalmente, ter uma história extremamente envolvente. 

O que esperar?

Com essa aridez de informações, resta especular. E aí entra o "fator Rockstar": é notável o nível de evolução que a empresa apresentou nos últimos anos. Houve um salto considerável em seus games, tanto em questões técnicas quanto em criação de personagens e histórias. Basta ver o que houve no intervalo entre o lançamento de GTA IV, em 2008, e GTA V, em 2013. Não é um sonho distante, portanto, esperar que haja uma diferença similar entre Red Dead Redemption e seu sucessor. 

Uma capacidade única da empresa é a de criar mundos vivos e capazes de prender a atenção dos jogadores mesmo quando eles não estão, necessariamente, seguindo algum objetivo. Esses mundos incentivam a descoberta e um ambiente selvagem como o do Velho Oeste é terreno fértil para esse tipo de atividade. 

De GTA V, por sua vez, vemos o sucesso feito por sua porção multiplayer. A comunidade de GTA Online se mantém agitada mesmo com o passar dos anos e criar algo similar para Red Dead Redemption 2, ao que nos parece, é garantia de sucesso e um caminho natural para a produtora. 

Por fim, também é especialidade da Rockstar é mesclar a liberdade citada acima com um direcionamento capaz de dar ares cinematográficos às missões que o jogador precisa cumprir para progredir na história. Essa orientação da empresa já foi vista com grande ênfase em Red Dead Redemption e deverá beber da fonte de uma das grandes atrações de GTA V, os Heists - missões cinematográficas que demandam planejamento prévio do jogador, como ocorre em filmes como Onze Homens e um Segredo.

O que não sabemos

Apesar de acreditar que a Rockstar siga as bases criadas pelo game anterior, a apresentação de Red Dead Redemption 2 deixou mais dúvidas do que certezas. A começar pelo período de tempo: ele acontecerá antes ou depois dos acontecimentos do jogo de 2010? Poderemos controlar mais de um personagem? Teremos missões de caça e um sistema como o o Dead Eye, que congela o tempo e permite atirar em vários inimigos ao mesmo tempo?

São questões que estão longe de ser respondidas. É provável, porém, que a Rockstar dê mais detalhes do game ainda no primeiro semestre de 2017 - uma aposta mais segura seria durante a E3 2017, em junho. Isso por uma simples razão: o jogo está previsto para sair no final do próximo ano para PlayStation 4 e Xbox One. A má notícia é que, a julgar pela expectativa, esses meses deverão demorar bastante para passar.