Retrô é hype
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Retrô é hype
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Retrô é hype
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Jogador termina Zelda de SNES em 9h (e de olhos vendados)

GameStoria
há 9 meses117 visualizações
Jogador termina Zelda de SNES em 9h (e de olhos vendados)
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A comunidade de speedrunners, aquele tipo de jogador que não se contenta em terminar um jogo se não for de uma forma MUITO rápida, produziu mais uma pérola. No caso, terminar o clássico The Legend of Zelda: A Link to the Past, lançado para Super Nintendo em 1991, em pouco mais de nove horas.

Isso por si só não seria nada brilhante, uma vez que o game tem entre 8 e 15 horas de duração, dependendo do nível de habilidade de quem joga. O que torna o feito do jogador ParisianPlayer fantástico é o fato de que ele fez isso sem enxergar.

Para aumentar o desafio, ele vendou os olhos e encarou a aventura de Link. Obviamente, o jogador ficou travado no cenário em determinados momentos, porém ele usa um truque para determinar sua posição: usar a Master Sword como se fosse uma vara para cegos, batendo nas paredes para ouvir o barulho e saber para onde ir.

Jogador termina Zelda de SNES em 9h (e de olhos vendados)

Outra parte que impressiona é o fato de ele saber exatamente onde está cada item coletado em seu inventário. Além disso, fica claro que ele decorou o layout de diversos cenários, além dos ataques de cada chefe do game.

O resultado pode ser visto na íntegra na transmissão ao vivo que ele fez via Twitch. 

Vídeo mostra como derrotar inimigos "imortais" de Super Mario World

GameStoria
há 9 meses104 visualizações
Vídeo mostra como derrotar inimigos "imortais" de Super Mario World
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Lançado em 1990, Super Mario World foi uma espécie de carta de apresentação do Super Nintendo, o aguardado sucessor do Nintendinho. Tanto que o game foi um dos títulos disponíveis no lançamento do console e chegou a fazer parte do pacote do console.

De cara, o jogo representava um avanço absurdo em relação a "Super Mario Bros. 3", tanto em visual quanto em som e mecânicas de jogo. Enfim, a ideia aqui não é falar de um game que provavelmente você conhece bem. Mas sim de algo relacionado a ele que pouca gente sabe. 

Vídeo mostra como derrotar inimigos "imortais" de Super Mario World

Quem jogou Super Mario World certamente lembrará das Ghosts Houses. E há boas chances de elas serem as fases mais odiadas do jogo, capazes de traumatizar crianças com sua música assustadora ou deixar o pessoal mais velho de cabelo em pé com as diversas saídas possíveis.

Nelas, os inimigos são fantasmas imortais - ok, foi uma frase estranha. Mas, basicamente, ao encostar neles, Mario ou Luigi acabam sofrendo dano. Um dos maiores problemas é, justamente, a presença de um fantasma gigantesco, chamado Big Boo. Ele costuma ficar no meio do caminho, sempre avança quando você dá as costas para ele e é uma constante razão de mortes estúpidas. Tudo porque, assim como os fantasmas menores, ele é impossível de ser derrotado...

Na verdade, era. Para isso, basta que Mario ou Luigi acertem uma "bundada" no fantasma. Esse movimento ocorre quando os personagens estão descendo uma ladeira e o jogador aperta o direcional para baixo. O resultado pode ser visto no gif abaixo, originalmente publicado no site Super Mario Broth ( https://goo.gl/Qjuyjh ). 

Não demorou muito para que a "super bundada" de Mario fosse testada em outras situações.

E ideias similares fossem usadas em outros games da série, como em Super Mario Bros. 3.

Pelo visto os mais de 26 anos desde o lançamento do game não foram suficientes para que todos os seus segredos fossem revelados. Será que Super Mario World ainda reserva surpresas depois de todo esse tempo?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por